Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem

O financiamento é um tipo de empréstimo, que serve para comprar casas e carros. O cheque especial também é, mas com fins pessoais. Tem ainda o cartão de crédito. E aí começam a aparecer aqueles mais baratos, com taxas menores, como o pessoal, o consignado, etc.

ANÚNCIO

A gente foi atrás da resposta que muita gente faz: qual é o empréstimo mais barato que existe no Brasil? Obviamente, a resposta depende de uma análise do perfil de clientes. Mas, de um jeito mais generalizado dá para dizer que existem 3 empréstimos que são os mais baratos.

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

Os tipos de empréstimos que existem

Atualmente, as pessoas podem filtrar os tipos de empréstimos que existem a partir de vários estudos ou considerando vários pontos. Se a gente avaliar o que o Banco Central diz, considere que o crédito é dividido entre pessoa física e jurídica.

ANÚNCIO
Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

A partir disso, do lado das pessoas físicas, a gente tem os seguintes empréstimos:

  • Para adquirir bens;
  • Para adquirir veículos;
  • Cartão parcelado;
  • Cartão rotativo;
  • Cheque especial;
  • Crédito pessoal;
  • Crédito consignado e não consignado;
  • Desconto de cheques;
  • Financiamentos;
  • Leasing.

Ou seja, são muitas as pessoas atualmente disponíveis no mercado – ainda mais com novas empresas (fintechs) surgindo como correspondentes bancárias o tempo todo. Sabendo disso, a gente foi atrás de várias simulações para descobrir os que são os mais baratos. E descobrimos.

ANÚNCIO

3 – Empréstimo Consignado

Vamos começar por um que é sempre visto e falado como sendo o mais barato do país. Mas, apesar de ser muito mais vantajoso do que a maioria dos empréstimos, ele não é o mais barato de todos. Explicaremos!

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

O empréstimo consignado tem esse nome porque ele está “vinculado” ao salário da pessoa interessada. Assim, em cada nova prestação, o valor é “debitado” do salário/rendimento do funcionário da empresa. Por isso, uma das regras é saber da parceria entre empresa-banco.

Na verdade, os consignados mais aceitos são aqueles que são solicitados por pessoas que tenham vínculo com empresas públicas, como INSS, Exército e órgãos do governo. Em caso de empresas privadas, saiba que algumas das grandes possuem parceria com os bancos.

Por que o empréstimo consignado é mais barato

A explicação aqui é bem simples. Considere que como o pagamento das mensalidades (fatura) está vinculado ao salário da pessoa, o que acontece em um tipo de débito automático, a empresa credora tem pouquíssimo risco de levar calote.

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

E mesmo que o funcionário seja demitido, uma parte do acerto trabalhista pode ser usado para quitar o que ainda falta desse empréstimo. Logo, com um risco mínimo, o banco pode cobrar uns juros menor também. Faz sentido, não faz?

Os juros do empréstimo consignado

No site do Banco Central, a gente consegue ver que o empréstimo consignado está dividido entre aqueles que são para beneficiários do INSS, de empresas públicas ou de cargos públicos. Portanto, a taxa de juros média inicial pode variar entre esses grupos.

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

Vamos usar o exemplo do servidor público, como está no site do BCB. Nesse caso, a taxa parte de 0,91% ao mês, sendo que o Banco Cooperativo Sicredi é o que tem a menor taxa inicial. Já a Portocred, que também oferece o crédito, cobra 4,40% ao mês de juros.

Para fins comparativos, quando o empréstimo pessoal não é consignado, isto é, não está atrelado ao salário da pessoa, as taxas de juros tendem a ser maiores, o que também está descrito no site do BCB, onde a menor taxa é a da Simpala, com 1,03% ao mês.

2 – Empréstimo com Garantia de Imóveis (Home Equity)

Agora, diferente do que muita gente pensa, há sim alguns empréstimos que podem ser mais baratos do que o do consignado. O home equity é um deles. Nesse caso, a regra é ter uma casa em seu nome, que esteja quitada e sirva como garantia do pagamento das parcelas.

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

Assim sendo, o mais difícil é conseguir comprovar a casa. Mas, quando consegue, a pessoa tem uma facilidade a mais na hora de ter o crédito. Isso porque a casa é dada como garantia, o que também diminui muito o risco de inadimplência.

Esse tipo de empréstimo, no entanto, por ser mais burocrático, não é tão acessível assim. Os maiores bancos possuem a opção, só que quem tem feito sucesso na internet são as fintechs, que dão um jeito de agilizar todo o processo, através do meio virtual. 

Por que o empréstimo com garantia de imóveis é mais barato

Nesse caso, a explicação também é óbvia: se o banco tem um imóvel como garantia do pagamento, obviamente, ele fica bem mais seguro e não deve levar calote, né. Por isso, ele abaixa os juros, fornecendo no mercado um crédito mais barato que os outros.

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

Ah, aqui sempre fica uma dúvida sobre o uso do imóvel. Atualmente, os contratos dizem que os moradores podem continuar morando lá, sem problemas. No entanto, a partir do momento da inadimplência, que é o não pagamento das parcelas, a história muda.

Aí, o banco vai poder vender/leiloar o imóvel para que a conta seja paga. Nesse caso, de fato, o morador perde o direito de morar no próprio imóvel, que passa a ser do banco. 

Os juros do empréstimo com garantia de imóveis

Com base na Creditas, que é uma dessas fintechs que mencionamos acima, a gente tem uma taxa de juros que parte de 0,79% ao mês e mais o IPCA do período. O crédito pode ser pago em 240 meses e os valores partem de R$ 30 mil.

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

A Creditas diz que considerando o CET, que é um tipo de conta que envolve todos os custos anuais do empréstimo, o valor dos juros fica em 9,9% ao ano, o que muito abaixo dos 300% ano que acontecem no CET anual do cartão de crédito/rotativo.

Abaixo, lá no fim do artigo, vamos falar mais dos juros, por isso, continue lendo.

1 – Empréstimo com Garantia de Investimentos

E vamos finalizar falando desse, que parece ser um dos empréstimos mais baratos dos dias atuais. No entanto, já vale a informação de que ele não é dos mais conhecidos, mesmo que seja oferecido por bancos grandes, como Itaú e Santander.

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

A gente explica: ele é bem parecido com o crédito que falamos acima, só que ao invés de dar imóveis como garantia, as pessoas podem oferecer os seus próprios investimentos, especialmente aqueles que estão na renda fixa, como CDBs. 

O que muda é que isso é menos burocrático, já que ter acesso ao investimento é mais fácil do que no caso do imóvel, que tem que ter avalistas e muito mais. Por isso, acaba sendo uma opção atraente, ainda que pouco popular. Afinal, nem todo mundo tem investimento.

Por que o empréstimo com garantia de investimentos é mais barato

Mais uma vez, a explicação é óbvia: como o banco tem garantia do pagamento do empréstimo, então, ele pode cobrar uns juros menor. Inclusive, os casos de calote nesse tipo de crédito são raríssimos.

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

Por outro lado, dá para dizer que mesmo sendo barato, esse crédito não é o mais acessado. O motivo você deve imaginar: quem precisa de empréstimo nem sempre tem investimento. Ou quem tem investimento, muitas vezes, prefere usar esse recurso para pagar dívidas.

Assim, ainda que seja um dos mais baratos do país, ele acaba sendo um dos menos acessíveis também, perdendo de “lavada” para o crédito consignado, que é mais prático e cômodo para o funcionário e, muitas vezes, tem pouco desvantagem em termos de juros.

Os juros do empréstimo com garantia de investimentos

São várias as empresas que oferecem esse tipo de crédito, como os grandes bancos. Mas, vale a pena mencionar aqui uma que está fazendo mais campanha atualmente, a Modal Mais. Esse banco de investimento tem oferecido muito esse crédito com garantia aos clientes.

Os 3 tipos de empréstimos mais baratos que existem
Foto: (reprodução/internet)

E diz que as taxas de juros partem de 0,90% ao mês. Já a Nobli, que é uma fintech, diz que a sua taxa parte de 0,6% ao mês, o que tornaria esse o empréstimo pessoal mais barato do país. Porém, considere que nem todo mundo consegue a taxa mínima, o que depende da análise.

Essa análise é feita em todo novo pedido que toda empresa recebe, seja um banco grande ou uma correspondente bancária. A ideia é saber se a pessoa vai gerar riscos para a instituição ou não. Por isso, a taxa mencionada é sempre média ou mínima, mas pode variar. 

Como saber a verdadeira taxa de juros dos empréstimos?

E finalizaremos o texto de um jeito didático e informativo. Considere que as informações que trouxemos aqui são todas verídicas e foram colhidas recentemente dos sites das próprias empresas citadas ou do Banco Central do Brasil (BCB).

Porém, cada pessoa tem um perfil financeiro. E isso quer dizer que o banco não vai dar a mesma taxa de juros para todo mundo. Por isso, antes de “acreditar” nas taxas anunciadas, o ideal é que você simule, crie um cadastro e leia o contrato na íntegra para saber a sua taxa.