Cartão Méliuz com Cashback de 1,8% – Saiba como solicitar online e não pagar anuidade

Você já ouviu falar sobre os programas de cashback? Basicamente, eles devolvem para você parte do dinheiro que foi gasto em compras. É uma ideia que tem sido muito aceito no mundo todo. E no Brasil uma das grandes empresas por trás é a Méliuz.

ANÚNCIO

A Méliuz agora lançou um cartão de crédito, em parceria com o banco Pan, onde permite que a pessoa consiga de volta até 1,8% de tudo o que foi gasto em compras. Para isso, é preciso considerar algumas regras. Mas, o cartão tem muitos benefícios, como a isenção da anuidade.

Foto: (reprodução/internet)

Qual é a porcentagem do cashback

A regra é clara e diz o seguinte: o cartão de crédito sem anuidade da Méliuz dá até 0,8% de cashback nas compras feitas em vários estabelecimentos comerciais e 1% naquelas que forem feitas em lojas parceiras à Méliuz.

ANÚNCIO
Foto: (reprodução/internet)

Ou seja, de tudo o que a pessoa comprar, após pagar a fatura, ela pode receber até 1,8%, se a gente considerar a soma dos fatores: compras em lojas parceiras. A gente vai ajudar você a fazer uma conta para saber o que isso pode representar de economia.

Se você tem uma média mensal de um gasto de R$ 2 mil no cartão de crédito e tem 50% de gastos no e-commerce (na internet), você pode conseguir um retorno de R$ 852 no ano e sem ter que pagar nada de anuidade para ter o cartão. Dá para acreditar nisso?

ANÚNCIO

Como saber o cashback que vou receber

Agora vamos ao que interessa, de fato. Há regras para conseguir chegar nesse valor tão representativo de economia. É o seguinte: o cartão Méliuz vai devolver a sua porcentagem em cashback de acordo com a sua fatura mensal. 

Foto: (reprodução/internet)

Para quem tem fatura de até R$ 750, saiba que será de 1% em todas as compras online usando o cartão. Para quem tem entre R$ 751 e R$ 1,5 mil de fatura, o valor será de 0,5% de cashback em todas as compras (como nas lojas físicas), além de mais 1% para as compras online.

E para quem acumula fatura mensal acima de R$ 1,5 mil no mês, considere que há 0,8% de cashback em todas as compras e mais 1% de devolução nas compras online com o cartão. Ou seja, nesse caso, dá para acumular 1,8% de cashback.

Como resgatar o bônus do cashback

Agora, uma pergunta que muita gente faz é: após somar esses bônus que vem do cashback, como é que se faz para usar o valor economizado? A Méliuz é uma das poucas que permite que você transfira o dinheiro para a sua conta corrente.

Foto: (reprodução/internet)

Para isso, a regra é ter, ao menos R$ 20 de saldo no extrato. E você não paga nada para fazer isso. Pelo site ou app você pode pedir a transferência após inserir os seus dados bancários. “O dinheiro cairá na sua conta corrente na quarta-feira seguinte”.

E lembrando que para conseguir acumular mais dinheiro na conta Méliuz, o processo é bem simples: basta solicitar o cartão e se você for aprovado, começar a usar em compras nas lojas físicas e online. Após o fechamento da fatura, o seu cashback é informado.

As condições gerais do programa de cashback

O banco Pan deixa claro na internet, em um documento que também é assinado pela Méliuz, que existem algumas situações onde a pontuação pode sofrer alterações.

Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, os pontos são serão convertidos na conta da pessoa quando ela fizer, ao menos, o pagamento mínimo da fatura. Na ausência desse pagamento, “o crédito do cashback estará bloqueado”. Para saber tudo, leia o regulamento do cartão Méliuz

Como pedir o cartão Méliuz

E se você se interessou por esse cartão de crédito, que é isento da anuidade e internacional, considere que até para oficializar o seu pedido de análise de crédito o processo é simples. Para isso, você tem que preencher uma proposta online, no site ou no aplicativo da Méliuz. 

Foto: (reprodução/internet)

Só que é preciso lembrar que o cartão Méliuz é feito em parceria com o banco Pan, que é quem vai fazer a avaliação de crédito. Por isso, a recomendação é que se tenha um bom score financeiro para ser aprovado. Quem tem o nome sujo não consegue a aprovação.

E como é que o banco Pan sabe disso? É que para pedir o cartão você vai ter que preencher o formulário de dados pessoais e financeiros, além de enviar comprovantes, como da sua residência fixa e também da sua renda, que tem que ser acima de 1 salário mínimo. 

Pedindo a análise de crédito

Basicamente, pelo site da Méliuz ou app você preencher o formulário e faz o pedido do cartão. Ficou fácil entender isso, não é? Então, saiba que a proposta é enviada ao banco Pan, que faz a análise em consulta com o SPC e outros órgãos e levando em conta vários critérios.

Foto: (reprodução/internet)

Depois, a pessoa interessada, que pode ser você, é avisada por e-mail. Se tiver aprovação, você vai receber o cartão em até 15 dias úteis, com um limite de crédito que é indicado pelo banco Pan. Até o cartão chegar em casa, você pode usar o app para pedir um cartão virtual.

Já após a chegada dele, você deve informar o número do cartão no aplicativo para fazer o desbloqueio. Esse passo é bem importante antes de começar a usar o cartão. Inclusive, você tem que inserir o código de segurança, evitando a clonagem do cartão. 

O seu pedido não foi aprovado?

Se o seu pedido não foi aprovado pelo banco Pan, há uma grande possibilidade que isso tenha a ver com o seu score financeiro. Para quem não sabe, esse é um tipo de pontuação que leva em conta as dívidas, os pagamentos e toda a vida financeira das pessoas.

Foto: (reprodução/internet)

É uma somatória de informações que vem dos bancos e dos órgãos fiscalizadores do mercado financeiro. Assim, o banco Pan fica sabendo se a pessoa vai ter reais condições de arcar com o pagamento da fatura ou não.

É muito interessante que se tenha uma pontuação acima de 80 pontos (de um total de 100), para ser aprovado no pedido. Se você tiver menos do que isso, ainda assim terá chances de aprovação, mas sem certezas.

O aplicativo do banco Pan

Uma ideia interessante é ter o aplicativo do banco Pan, que permite que você faça um acompanhamento completo do seu cartão por lá. Ou seja, dá para ver quais foram as compras realizadas, fazer consultas online, gerar códigos de pagamento e muito mais.

Foto: (reprodução/internet)

Aliás, dá para fazer o bloqueio e o desbloqueio do cartão, evitando assim que ele seja clonado, caso você o perca. Dá para trocar o vencimento da fatura, trocar a senha e muito mais. 

Por outro lado, se você vai ter esse cartão também aconselha que tenha o aplicativo da Méliuz, que é por onde você fica sabendo como conseguir mais cashback e por ele dá para fazer o resgate dos seus bônus para a conta bancária. 

Os custos do cartão Méliuz

Mas, o cartão Méliuz não é isento de anuidade? Sim. Ele não tem custo anual, nem de mensalidade. No entanto, como é emitido por um banco, ele pode ter alguns custos para serviços que não são essenciais. 

Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, se você precisar de uma nova via do cartão, o seu custo para a emissão pode ser de R$ 17. Mas, a primeira emissão tem custo, ok? Fora isso, saques em caixas eletrônicos custam R$ 18,15 no país ou R$ 40 no exterior, o que é um valor bem alto, né. 

Tem ainda o custo para quem vai usar o cartão Méliuz para pagar contas: R$ 4,90 em cada pagamento que é feito. E se solicitar uma avaliação emergencial de crédito, você poderá ter que se desembolsar mais R$ 18,90. Veja mais na tabela de tarifas do banco Pan.

As taxas de juros do cartão Méliuz

Há ainda um ponto importante sobre os possíveis custos desse cartão: os juros. Isso pode acontecer no caso de a pessoa não conseguir arcar com o pagamento mínimo ou total da fatura do cartão. Logo, haverá cobrança de juros.

Foto: (reprodução/internet)

E, infelizmente, o banco Pan é um dos que tem a maior taxa de crédito rotativo, sendo que fica em 14,39% ao mês e isso dá mais de 400% ao ano. Ou seja, algo muito alto, não acha? Para se ter ideia, no caso do Nubank, o rotativo não chega a 300% no ano. 

Sobre a Méliuz e o banco Pan

A Méliuz não é um banco e sim uma empresa de tecnologia. Ela está inscrita no 14.110.585/0001-07. Ela fica na Av. do Contorno, 6594, na sala 701 em Belo Horizonte (MG). O telefone direto para falar com eles é o 4003-0101.

Já o banco Pan é uma instituição financeira, que atua como banco mesmo. Ela fica na Av. Paulista, 1374, no 12º andar em São Paulo (SP). A inscrição é a de número 59.285.411/0001-13. O telefone para contato é o 0800-776-8000.