Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários

A Argentina tem sido vista de forma diferente por muita gente. Especialmente, porque quem acredita e gosta do capitalismo. Porém, se você não sabia, considere que há alguns bilionários por lá, que fizeram fortuna em vários setores do mercado.

ANÚNCIO

Alguns herdaram da família e souberam aproveitar a oportunidade para enriquecer ainda mais. Outros começaram do nada e construíram verdadeiros impérios. E há nomes curiosos, que muitas vezes aparecem como desconhecidos, o que surpreende muita gente.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Os 10 bilionários da Argentina

Antes de começar, leve em conta um fato curioso. Saiba que a gente acabou deixando de fora da lista outros nomes de pessoas bem ricas. Porém, eles ainda não são bilionários.

ANÚNCIO
Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

É o caso de Luis Pagani (do Grupo Arcor), de Francisco de Nárvaes (da Rapsodia), de Alfredo Alberto Román (da Exolgan) e de Samuel Liberman Falchuk (da VCC).

Além deles, Julio Fraomeni, Héctor Pedro Poli, Eduardo Constantini, Juan Carlos Bagó, a família Urquía, Javier Madanes Quintanilla, Jorge Stuart Milne e Mauricio Macri também são bem ricos, mas não entraram no top 10 da Argentina.

ANÚNCIO

10 – Eduardo Eurnekian

A gente vai começar a lista com o 10º colocado. Ele tem patrimônio que de US$ 1,1 bilhão. Ou seja, é um dos bilionários da Argentina – diferente do que foram mencionados acima, que estão quase lá, mas ainda não chegaram no valor.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Eduardo é filho de imigrantes armênios e iniciou a carreira na indústria têxtil com a empresa Usal, que é a representante da Puma. Ele criou o sistema de televisão a cabo com a Cable vision e fundou a Multimedios América.

Atualmente, porém, o carro chefe é a divisão portuária da Corporación América, que opera em 52 aeroportos em 7 países.

9 – Edith Rodríguez

Edith é a viúva de Luis A. Rey. E Luis foi quem fundou a Pluspetrol, considerada a terceira maior petrolífera do país, sendo que atua há mais de quatro décadas no setor de óleo e gás.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Atualmente, ela é considerada a mulher mais rica da Argentina, sendo que em janeiro de 2019 fez um investimento de US$ 83 milhões para comprar a mineradora canadense LSC Lithium Corporation, o que surpreendeu todo o mercado.

8 – Família Werthein

Aqui não dá para separar os irmãos bilionários. A soma total da família é de US$ 1,9 bilhão e eles possuem partes iguais da fortuna, que foi um sucesso em várias vendas, como da Telecom e da Standard Bank para o ICBC.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

O conglomerado todo tem negócios de seguro também, além de 100% do capital da Experta ART e da Experta Retiro AS. Fora a indústria do consumo de massa, com a Cachamai, empreendimentos agrícolas, entre outros.

7 – Jorge Pérez

Na casa próxima dos US$ 2 bilhões, a gente tem o “rei dos condomínios”. Esse é o apelido do Jorge, que construiu a sua fama em Miami, Estados Unidos, onde tem mais de 90 mil unidades.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Ele tem pais cubanos e nasceu na Argentina, porém, foi criado na Colômbia e se estabeleceu na Flórida. Por lá, ele criou o The Related Group, no ano de 1979. Foram investidos mais de US$ 250 milhões no SLS Lux de Puerto Madero, o primeiro projeto argentino.

6 – Hugo Sigman

Imagine só um psiquiatra que é casado com uma bioquímica. O resultado foi a união de Hugo Sigman com Silvia Gold. Hoje, eles possuem patrimônio de US$ 2 bilhões. E isso vem desde a fundação do Grupo Insud, que é um conglomerado de mais de 10 empresas.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Com presença em 40 países e 11 unidades industriais, eles têm o filho, Lucas Sigman, como o atual CEO da marca. Portanto, nomes como Elea-Phoenix, Exeltis, mAbxience são marcas de referência do mercado e que dão lucro para toda a família.

Além disso, eles possuem empresas agrícolas e florestais. Além do mais, acabou sendo dona de 33% da Biogenesis Bagó, por exemplo, que é a maior prestadora de serviços veterinários do país. Também produzem filmes com a K&S e investem em livros com a El Diplo.

5 – Alberto Roemmers

Ele está por trás de um laboratório que leva o nome dele próprio. A fundação foi em 1921 e hoje ele detém 10% do mercado local. O resultado é a comercialização de 57 milhões de medicamentos. Entre os remédios mais famosos, temos: Lotrial, Optamox ou Amoxidal.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

No ano de 2018, ele vendeu a participação da Mega Pharma por mais de US$ 1 bilhão. A família, atualmente, tem 44% de participação no laboratório Gador, sendo dona da Investi Farma e da Rofina. Aberto tem um patrimônio líquido acima de US$ 2,4 bilhões.

4 – Gregorio Perez Companc

O nome pode parecer estranho para você. Porém, considere que a família tem uma diversificação de negócios incrível no país argentino. Inclusive, é isso que faz com que se mantenham sempre nas primeiras posições da lista.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Eles marcam presença no setor de alimentos, de telecomunicações e de energia. Para quem não se lembra, a Pecom é considerara a primeira petroleira privada do país, sendo que existe desde 1959. Ela vendeu os ativos em 2002 e em 2015 comprou a Skanska.

Atualmente, são 14 unidades industriais, mais de 2.800 funcionários e marcas famosas no mundo todo, como Cocinero, Lucchetti e Gallo. No caso do Gregorio, o patrimônio dele é de US$ 2,7 bilhões.

3 – Paolo Rocca

O patrimônio líquido do Rocca está estimado em US$ 3,4 bilhões. Ele está por trás do Grupo Techint, que é uma empresa que tem vendas anuais mais de US$ 23,5 milhões, com mais de 55 mil empregados diretos.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

A empresa tem por trás as maiores gigantes de aço do país e do mundo, Ternium e Tenaris. Já na área de energia, atua com a Tecpetrol e Tenova. E tem ainda a área da construção, com a Tecnhint Engenharia. Por fim, a Humanitas, que presta serviços para a área de saúde.

O CEO da Tenaris é conhecido por ter mantido o império do avô, o Agostino Rocca. Ele é herdeiro, portanto, do pai, o Roberto Rocca, que é um dos filhos do Agostino. A outra filha, a Anna, morreu em 2015.

2 – Marcos Galperin

Para quem não sabe, estamos diante do fundador do Mercado Livre da Argentina. E isso faz com que ele consiga somar hoje um patrimônio acima dos US$ 4,2 bilhões. Isso porque as ações da sua empresa só crescem na Wall Street, valendo mais de UUS$ 50 bilhões.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Vale considerar que o Mercado Livre tem hoje empresas importantes no mesmo grupo, como o Mercado Envios e o Mercado Pago, além do Mercado Crédito, tornando-se uma potência no assunto da internet e das compras online.

Ele é formado na Universidade Stanford e hoje mora em Montevidéu. Nascido em 1971, ele tem 49 anos e deixou o cargo de CEO da empresa para investir em outros negócios. Mas, continua sendo o nome forte por trás do Mercado Livre.

1 - Alejandro Bulgheroni

Formado na Universidade de Buenos Aires, ele é conhecido por ser o “magnata do petróleo” no seu país de origem. O empresário herdou a empresa do pai, a Bridas Corporation e a partir disso sempre apareceu na lista dos mais ricos do mundo.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Ele tem hoje 77 anos e um patrimônio líquido que está acima dos US$ 5,4 bilhões. Ocupa o cargo de vice-presidente da Bridas, sendo irmão de Carlos Bulgheroni, que tinha US$ 4,8 bilhões em 2016. Carlos faleceu em 3 de setembro de 2016 nos Estados Unidos.

Atualmente, Alejandro vive no Uruguai, sendo hoje considerado o único bilionário daquele país. Ou seja, ele é o mais rico de lá. Uma curiosidade é que Alejandro tem vários vinhedos ao redor do mundo e um deles é considerado um dos melhores do mundo, a Bodega Garzón.

Curiosidade: Lionel Messi

De todos, talvez o nome mais conhecido seja de Lionel Messi, o jogador de futebol do Barcelona. Considere que na ordem de posição ele fica em 23º como mais rico do país.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque tem um patrimônio líquido estimado em US$ 500 milhões. Assim, é o único atleta a entrar na lista dos milionários argentinos, sendo que boa parte do seu patrimônio vai para o Tesouro Espanhol. Messi tem investimentos em hotéis, especialmente.

In memorian: Amalia Lacroze de Fortabat

Ao produzir a matéria dos mais ricos da Argentina, a gente acabou chegando à conclusão de que houve uma mulher, há algum tempo, que marcou muito esse tema. O nome dela era María Amalia Sara Lacroze Reyes de Fortabat.

Quem são os mais ricos da Argentina? Veja o ranking com 10 bilionários
Foto: (reprodução/internet)

Ela foi empresária, milionária, filantropa, mecenas e colecionadora de artes. Nasceu em 1921 e morreu em 2012, aos 90 anos. Veio de família aristocrática, sendo que logo aprendeu a falar o francês e o inglês. Casou por duas vezes e herdou uma fortuna gigante. 

Curiosamente, em apenas 3 anos no comando, ele triplicou a empresa que herdou, a Loma Negra, sendo considerada para Forbes como a mulher mais rica da Argentina. 

As informações são da Forbes Argentina

A ordem dessa lista é uma referência a um último estudo que a Forbes fez, em 2020. Assim, a publicação original está na Forbes Argentina e cita exatamente os nomes que você viu acima.

O que nós fizemos foi trazer novas informações sobre cada um dos nomes citados aqui, levando em conta que a Argentina tem aparecido com um país excêntrico para outras partes do mundo, sendo fonte de riqueza por vários motivos.