Este é o empréstimo mais solicitado em 2020 - Entenda por quê

O ano de 2020 foi marcado pela pandemia do coronavírus. Assim, pessoas e empresas tiveram que se reinventar nos momentos mais instáveis do ponto de vista econômico. Com tantas medidas de proteção, segurança e isolamento, teve quem perdeu o emprego e empresa que fechou as portas. Por isso mesmo, esse está na lista dos empréstimos mais solicitados do ano.

ANÚNCIO

Estímulo 2020. Esse é o nome do empréstimo. A criação dele se deu por parte das próprias empresas e não do governo. A tradução mais sensata e original diz que é um grupo de apoio financeiro aos pequenos empreendedores para a retomada dos negócios. O movimento sem fins lucrativos conta com a presença de grandes negócios.

Este é o empréstimo mais solicitado em 2020 - Entenda por quê
Foto: (reprodução/internet)

E para concluir essa introdução, saiba que os atrativos do programa são: juros mensais de 0,53% e juros anuais de 6,5%. Ainda tem a condição de começar a pagar em 3 meses e parcelar em até 21 vezes. Sobre o valor máximo de crédito, ele deve ser equivalente à média do faturamento mensal da empresa. E passa por uma análise de crédito. 

ANÚNCIO

Como funciona esse empréstimo 

O empréstimo para pequenos empreendedores do programa Estímulo 2020 acontece em três etapas muito simples. Até mesmo porque a ideia é ser um tipo de apoio financeiro que auxilie o empréstimo rapidamente e de forma simplificada. 

Este é o empréstimo mais solicitado em 2020 - Entenda por quê
Foto: (reprodução/internet)

1 – Os dados

Essa primeira etapa é feita a partir do preenchimento dos dados pessoais e empresariais do empreendedor. Logo, vai ser necessário para a submissão do pedido de crédito. Então, é preciso criar um cadastro e responder ao teste rápido sobre gestão e finanças da empresa. 

ANÚNCIO

2 – A comprovação

Passando desse primeiro passo, o que segue tem a ver com a comprovação dos dados que foram inseridos nos campos. Ou seja, agora é a hora de enviar a documentação. Mas, a boa notícia é que nem é preciso sair de casa para fazer isso. Tudo é online. 

3 – O crédito

Por fim, em caso de aprovação no pedido, agora é hora de receber o crédito. Lembrando que a ideia principal é que você use os recursos para a retomada dos negócios. E há bons motivos para fazer isso, considerando que a vacina contra a Covid-19 já está no mercado. 

Nas próximas páginas, a gente vai explicar melhor sobre esses passos, inclusive, fazendo uma simulação desse pedido de crédito. Portanto, não deixe de ler até a matéria até o fim. 

O estímulo 2020 funciona mesmo?

Este é o empréstimo mais solicitado em 2020 - Entenda por quê
Foto: (reprodução/internet)

Antes de prosseguir, no entanto, vamos trazer aqui uma dúvida que muita gente tem. Afinal, mesmo na hora do aperto, vale a máxima que diz que “quando o milagre é demais até o santo desconfia”, certo? Por isso, vamos avaliar o que as pessoas que já receberam falam.

O primeiro nome é de Itamar Araújo. Ele atua no segmento de bares e restaurantes. Itamar comentou que “o processo foi fácil e rápido. Foi maravilhoso e durou apenas 3 dias. O dinheiro já estava na minha conta. Ajudou a honrar minhas contas, como boletos e funcionários”. 

A Mariza Malanchino é do comércio de vestuário e também pegou o empréstimo do programa. “O processo é realmente descomplicado. O Estímulo 2020 foi importante para me ajudar a demonstrar confiança como pequena empreendedora. Usei como capital de giro”. 

Temos também a fala de Flávio Moreira, que atua com reparo de artigos mobiliários. “O empréstimo me tirou do sufoco com a folha de pagamento atrasada. Os bancos cobram taxas absurdas e pedem garantias impossíveis. Com Estímulo, ativei as vendas e voltei a funcionar”. 

Quem está por trás do programa?

Mais uma dúvida que muita gente tem é sobre quem está por trás desse empréstimo. Afinal, se não são os bancos e nem o governo, quem é que organiza tudo? Vamos por partes que tem muita empresa fazendo a sua parte aqui.

A coordenação fica por conta da GK Ventures. Os principais apoiadores são: Península, Localiza, Stone, VR Benefícios, SK Tarpon e BTG Pactual. A realização é da Biz Capital, BMP Money Plus, Grafeno Digital, iugu, Pinheiro Neto Advogados e Neoway.

Este é o empréstimo mais solicitado em 2020 - Entenda por quê
Foto: (reprodução/internet)

A lista de parceiros é formada por Celarsale, Clicksign, Resultados Digitais, Omie, Pílula Filmes, Serasa Experian, Pibclub, Galapagos Capital, Arymax, Designeria, efforts e Rockcontent. 

E o mais legal é que tem ainda uma parte só de apoio ao empreendedor, com cursos, por exemplo. Nesse caso, as soluções são apresentadas e divulgadas pelo Sebrae, Loja Segura, Cora, Raio-x, Loja Integrada, UniCesumar e Ibmec. Veja mais sobre isso abaixo. 

O apoio ao empreendedor

Além do empréstimo financeiro para as empresas, esse grupo também criou uma parte que é focada em conteúdo e aprendizagens, o que é incrivelmente bom para o empreendedor pequeno, que pode usar o conhecimento para sua loja ou marca. 

Atualmente, são 3 áreas disponíveis de apoio. A primeira é a área de cursos gratuitos. Eles são oferecidos pelo Ibmec e pelo Resultados Digitais. Depois, ainda tem as lives com especialistas, artigos com as novidades e as oficinas “de empreendedor para empreendedor”. Saiba mais.

A outra área é de gestão e marketing. Nesse caso, a Omie apresenta um sistema de gestão online, a RD Station fala de marketing digital, a Raio-x comenta sobre as maquininhas de cartões e tem ainda a Voltz, focada em análises financeiras das empresas. Veja tudo

A última área de apoio ao empreendedor pequeno é justamente a de opções de crédito. Nesse caso, a Biz Capital participa com o empréstimo para empresas, a Creditas vem com o empréstimo com garantia, a Geru com empréstimo pessoal, a Consorciei com a venda de consórcios e a Iouu com empréstimos peer to peer. Saiba tudo sobre essa área. 

Como pedir o empréstimo para empresas

Este é o empréstimo mais solicitado em 2020 - Entenda por quê
Foto: (reprodução/internet)

Após tudo isso que falamos acima, agora sim é a hora de a gente simular um pedido de empréstimo no site do Estímulo 2020. Na página inicial basta ir em “Quero um Empréstimo”. Depois disso, você tem que inserir a sua região (estado) participante. 

No nosso caso, simulamos em São Paulo. Logo, as informações que aparecem são referentes a área que escolhemos. Então, vale participar empresas prejudicadas pela crise, que estão formalizadas com CNPJ ativo e estatuto social, no estado de São Paulo e com, ao menos, 2 anos de existência. 

Outros requisitos são: receita mensal que fique entre R$ 30 mil e R$ 165 mil antes da crise, com bom histórico de crédito, que operam na área de serviços ou comércio. Por fim, é preciso ver todas os vídeos aulas disponíveis no programa. 

Seguindo a trajetória, após ver as aulas, o próximo passo é fazer o teste de gestão, com base nos vídeos. E, então, enviar os documentos para análise. Sendo eles: extratos bancários completos de 2020 em PDF e os dos sócios, como RG, CPF e comprovante de residência. 

Se você ficou com alguma dúvida, saiba que há também um vídeo, breve e explicativo, disponível para quem o interesse no programa. A gente vai deixar ele aqui embaixo:

E quem não se encaixa nos requisitos?

Para quem não se encaixa no que é proposto pelo programa, os desenvolvedores dizem que, como os recursos são limitados, há ainda uma forma de entrar em contato, que é fazendo o mesmo teste mencionado acima. 

Dessa forma, “o pedido ficará registrado e entraremos em contato assim que o movimento for ampliado”. Eles garantem que estão trabalhando para chegar ao máximo número de pessoas. 

Além dessa página de interesse, também há outra, que mostra as principais e mais usuais dúvidas frequentes dos clientes e futuros clientes. Por exemplo, há perguntas como: quem é o Estímulo 2020, quem participa do projeto, como solicitar o empréstimo, quais estados. 

Sobre as taxas de juros

Acima, nós falamos um pouco sobre as taxas de juros que são cobradas. E o grupo garante que só há essa cobrança no contrato. Assim, ela é paga junto com os valores mensais das parcelas. E o empreendedor não tem que pagar nada a mais, nenhuma taxa. 

“Não cobramos taxas de manutenção, de análise de documentação ou qualquer taxa oculta”. 

Quer doar?

Antes de terminar o texto, considere que também existe a possibilidade de doar uma parcela. Afinal, é um movimento onde um empreendedor ajuda o outro. Hoje, há vários canais de doação como por meio do cartão de crédito, boleto e transferência. 

Para fazer a doação, o interessado tem que seguir um caminho parecido com o de quem vai pedir o crédito. Na página inicial, opte pelo “Fazer uma Doação”. Então, você terá que criar uma conta, com senha e tudo. Em seguida, basta seguir os passos indicados na tela. 

Em cada página de cada estado dá para ver quais são os principais apoiadores do programa. No caso de São Paulo, a lista passa pelo Abílio Diniz (Península) e vai até Luciano Huck (JOA), Marina Feffer (Fundação Arymax), Ricardo Amorim (Manhattan Com.) e Daniel Goldberg (Farallon). 

Este é o empréstimo mais solicitado em 2020 - Entenda por quê
Foto: (reprodução/internet)

Em Minas Gerais, os principais apoios vem de Rubens Menin (MRV), Lucas Provenza (Zelo), Clemente Faria Jr. (Bamaq) e Cassia Ximenes (Secovi MG). No Rio, temos Eduardo Bartolomeo (Vale), Luiz Severiano Ribeiro (Itaú), Roberto Marinho Neto (Globo) e Wolff Klabin (Klabin). 

Por último, o estado do Ceará, que recebe apoio de Pio Rodrigues Neto (Grupo C. Rolim), Jorge Pinheiro (HAPVida), Ari Neto (Arco Educação), Claudio Vale (CVPar Investimentos), entre outros.