Financiamento ou aluguel? Qual dos dois tipos de investimento vale a pena para você

Quando o assunto tem a ver com tudo que envolve uma moradia nova, uma das dúvidas mais frequentes, que passa na cabeça de praticamente todo o brasileiro, é sobre financiar a casa própria ou alugar o imóvel para morar. E você, já pensou nisso alguma vez na vida, não é?

ANÚNCIO

O mais interessante de tudo é que há vários caminhos e vários pontos de vistas para serem considerados. Sendo assim, o que precisamos entender, antes de tudo, são as vantagens e as desvantagens de cada uma das alternativas. Até mesmo porque não tem uma resposta certa.

Aluguel ou Financiamento de imóvel
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja aqui sobre o que vamos falar neste artigo:

ANÚNCIO
  • Como funciona o financiamento de imóveis;
  • Quais são as vantagens e as desvantagens;
  • O que é melhor para o seu bolso;
  • Quais são as melhores opções de investimento.

O financiamento de imóveis

O financiamento de imóveis é sempre uma opção lembrada porque o Brasil tem políticas que permitem isso. Ainda que o Minha Casa Minha Vida (que era o maior programa habitacional do país) tenha mudado de nome e de regras, ele ainda é uma opção bastante interessante.

aluguel ou financiamento de imóvel
Fonte: (Reprodução/Internet)

Bom, vamos ao que interessa. Primeiro vem as vantagens, depois as desvantagens. O que é inegável é que comprar um imóvel, que geralmente tem um preço alto, pagando parcelas mensais que cabem no bolso, é uma opção bacana para muita gente. Então, assim como no caso dos veículos, dá para comprar o bem pagando mensalmente.

ANÚNCIO

A outra vantagem é que isso permite uma melhor organização financeira mensal do ponto de vista que as parcelas devem se enquadrar no orçamento do interessado. Inclusive, os bancos não aprovam financiamentos onde parcelas ficam acima de 30% da renda da pessoa.

Outros benefícios

E se há uma última vantagem que vale citar aqui é que o novo proprietário estará pagando por um bem que será dele no futuro, o que pode representar um investimento. Para um grupo de pessoas, a ideia de alugar o imóvel pode fazer todo sentido.

Mas, para outras pessoas, comprar a casa ou o apartamento, ainda que seja para pagar em um longo prazo de tempo, parece ser mais interessante. Só que dá para saber o melhor para você.

As desvantagens do financiamento

E como saber qual é o melhor tipo de investimento? A resposta é: avaliando cada uma das opções. E se era isso que você buscava, ótimo. Você acabou de encontrar um texto que vai trazer aqui esses pontos, o que vai ser importante para a sua tomada de decisão. Então, vamos lá.

Aluguel ou Financiamento de imóvel
Fonte: (Reprodução/Internet)

Do lado negativo da história, a gente tem o principal fato de que como todo empréstimo esse aqui também envolve a cobrança de taxas, tarifas e impostos. Ou seja, não é como você pegar R$ 200 mil para comprar o imóvel e pagar R$ 200 mil parcelados.

Na verdade, quanto mais longo for o prazo e dependendo do banco financiador, mais caro o interessado vai pagar pelo imóvel. Atualmente, há casos em que imóveis de R$ 200 são financiado sem 30 anos. No fim do tempo, a pessoa pagou quase o dobro disso.

Qual seria a maior desvantagem?

E tem ainda uma última desvantagem, que pode ser a maior delas, é que se o consumidor não pagar o empréstimo integralmente, ele poderá perder o direito casa. É isso mesmo, ainda que falte poucas parcelas, o imóvel é do banco até que o cliente quite o débito.

O aluguel de imóveis

Já quando a gente fala sobre alugar uma casa ou apartamento para morar, a conversa é bem diferente. No entanto, também há vantagens e desvantagens em fazer isso, como vamos apresentar mais para frente.

Aluguem ou Financiamento de imóvel?
Fonte: (Reprodução/Internet)

A principal vantagem em alugar um imóvel é que você tem menos burocracia. Ou seja, ainda que algumas imobiliárias exijam o cheque calção, cadastros e outras coisas, isso não se compara ao que acontece no financiamento. Também não precisará dar uma grande entrada.

No financiamento, geralmente, a entrada é de 20% no valor do imóvel. No aluguel, eles podem exigir uma garantia de 3 meses normalmente. Além disso, os juros seguem a atualização monetária, sem custos adicionais. Valores como impostos e manutenção fica por conta do dono do imóvel.

As desvantagens do aluguel

A principal desvantagem do aluguel está em morar em um imóvel que não é seu. Ou seja, se o dono resolve pedir de volta, você tem que sair de lá, mesmo que tenha se planejado para estar ali. Essa não é uma desvantagem tão ruim se você pode buscar outro aluguel, né.

Há ainda uma desvantagem cultural, que diz algo como “você vai pagar por um imóvel que nunca será seu”. Isso é verdade, mas em partes. Afinal, a ideia de morar de aluguel nem sempre vai indicar que você quer comprar aquela casa, certo? Então, esse último ponto é um tanto quanto adverso.

Do ponto de vista financeiro

Esse tópico do artigo é para falar sobre o ponto de vista financeiro da comparação entre aluguéis e financiamentos. Sendo assim, qual será que o mais vantajoso ou será qual será que o mais barato?

Aluguel ou Financiamento de imóvel?
Fonte: (Reprodução/Internet)

A gente vai sim dar uma resposta para a pergunta sobre qual é o melhor. Mas, a gente quer dizer muito claro que se você estiver morando de aluguel ou financiando o imóvel está tudo bem. Você não tem que achar que fez uma grande burrada. Afinal, isso é individual.

Então, talvez esse texto sirva de lição para você tomar decisões melhores no futuro. Resumidamente, saiba que alugar o imóvel é muito mais econômico do que fazer o financiamento de um imóvel hoje em dia. E nós vamos explicar os motivos.

Por que alugar é mais barato?

A gente não está falando aqui sobre o valor da parcela do aluguel ou o valor da parcela do financiamento. A nossa ideia é pensar em âmbito geral. Então, você vai notar que alugar o imóvel vai ficar mais barato se a gente considerar o prazo do financiamento.

Ao alugar o imóvel terá a despesa do aluguel, que é um custo mensal e nada mais. Geralmente, o valor é de 0,5% sobre o valor do imóvel, no preço médio. Então, um imóvel de R$ 200 mil terá um aluguel mensal de R$ 1 mil.

Comparativo com financiamento

Ao financiar o imóvel, você terá o custo das parcelas, o valor da entrada, os impostos. Assim, dependendo da sua renda, um imóvel de R$ 200 exigiria uma entrada de R$ 40 mil. O restante poderia ser dividido em 360 parcelas de R$ 1.486,57.

Aluguel ou financiamento de imóvel?
Fonte: (Reprodução/Internet)

A gente considerou nesse estudo uma renda mensal de R$ 5 mil, com taxa de 7,9% ao ano de juros nominais e que respeite todas as regras dos financiamentos do Casa Verde e Amarela (novo formato do antigo programa Minha Casa Minha Vida).

E fizemos a simulação do financiamento do imóvel pelo Simulador Habitacional da Caixa, que está acessível a todas as pessoas e não exige cadastro, mesmo que peça alguns dados pessoais para gerar os resultados. Você pode fazer simulações quando quiser, aqui na página da Caixa.

O que isso quer dizer na prática?

Oras, vamos fazer uma conta bem rápida aqui. Se a gente multiplicar o número de parcelas (360 – 30 anos) pelo valor da prestação (R$ 1.486,57), a gente vai ter uma soma de R$ 535.165,20. Ou seja, isso é o que será pago no financiamento e mais R$ 40 mil de entrada.

Assim, temos um pagamento final de R$ 575.165,20. Ou seja, o seu imóvel de R$ 200 mil foi pago sim, só que você pagou quase 3 vezes o valor dele. Mas, então, qual seria a solução.

Como investir o dinheiro do aluguel

Se a gente considerar e respeitar todas as variáveis e individualidades que você tem na vida, a gente poderia pensar em alternativas. Por exemplo, o aluguel do imóvel é R$ 1 mil e na parcela do financiamento você gastaria R$ 1,4 mil.

Aluguel ou financiamento de imóveis?
Fonte: (Reprodução/Internet)

Por fim, a solução seria investir a diferença do valor do financiamento e do imóvel ao optar pelo aluguel. Suponhamos que você invista R$ 400 mensais, do dinheiro restante do exemplo que citamos no parágrafo anterior.

Logo você chegará ao valor de R$ 200 mil, o que permite comprar a sua casa própria à vista. Vamos imaginar esses R$ 400 investidos, mensalmente, em um ativo do Tesouro Direto. Bom, a gente tem um prazo de financiamento que é de 30 anos, certo? Como falamos acima.

Opções de investimento

Vamos utilizar o investimento em títulos públicos como exemplo. Se optar pelo Tesouro IPCA 2045, poderá perceber um rendimento interessante. Até chegar no prazo final dele a gente teria 25 anos, o que é menos do que 30 anos. Bom, aportando R$ 400 mensais, com a taxa de hoje (IPCA + 3,51%), a gente teria acumulado no final R$ 256.963,57 mil.

Qual seria o retorno financeiro

Levando em consideração as contas do exemplo anterior, se utilizar formas de investimento semelhantes daria para comprar o imóvel de R$ 200 mil. Assim, ainda é uma forma de ter um dinheiro sobrando para incluir benfeitorias como móveis e a decoração.

Então, sem dúvidas, da próxima vez que for ouvir alguém falar sobre alugar imóvel, saiba que isso pode ser melhor do que parece. Ah, essa última conta a gente fez no próprio site do Tesouro que tem um simulador online de investimentos. É só clicar aqui.