Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?

A Infinite Pay surgiu no mercado sendo uma maquininha de cartões avançada. Ela tem conexão 4G e Wi-Fi, por isso, se torna melhor do que as opções que só possuem 3G, por exemplo. No entanto, ela também tem um custo, que pode ser parcelado em 12 vezes.

ANÚNCIO

Para quem quer testar pode optar por alugar ela ao invés de comprar. Abaixo, a gente vai trazer todas essas informações importantes para você, que varia dos benefícios e da tecnologia até os custos da maquininha. Com isso, você poderá ter uma boa resposta para saber se é boa.

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

De quem é a Infinite Pay

A gente vai começar falando sobre a empresa por trás da Infinite Pay porque ela é uma das marcas que ainda é menos conhecida no Brasil – diferente da Moderninha, que é da PagSeguro, por exemplo. Então, vamos lá. A empresa por trás é a Cloudwalk.

ANÚNCIO
Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

A maquininha da Cloudwalk nasceu com o objetivo de democratizar e tornar acessível essa forma de recebimento de compras por partes dos empreendedores. Em 18 meses, eles processaram mais de US$ 1,2 bilhões.

A história começou a ser contada em 2013, quando a solução de pagamento apareceu ao público. Atualmente, o slogan da empresa é o de ter a “maquininha para sempre está com os melhores preços do mercado”.

ANÚNCIO

A Infinite Pay vale a pena?

Se você for ler as matérias que falam sobre “as melhores maquininhas de cartões” você não vai ver a Infinite Pay lá. A lista tem nomes como Moderninha, Minizinha, SumUP, Ton, Mercado Pago, Rede Pop, Safra Pay, iZettle, Payleven, entre outras.

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

Mas, por que a Infinite Pay não está lá? Será que ela é ruim? Será que ainda é desconhecida? A nossa ideia é que você considere essa como outra opção do mercado e, no fim, você mesmo vai dizer se é uma boa opção para você ou não, combinado?

Para começar a conversa, o que precisamos saber é que ela trabalha com as principais bandeiras de cartão do Brasil e, de fato, tem sim as melhores (e menores) taxas. Então, no mínimo, merece ser estudada. Agora vamos ver o que mais nos interessa!

Para quem é a Infinite Pay

A maquininha da Infinite Pay permite pagamentos e recursos que são comuns de serem encontrados no mercado de pagamentos de estabelecimentos comerciais. Ou seja, ela pode funcionar com chip ou Wi-Fi. E tem os recibos impressos, com a bobinas de papéis. 

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

Agora, se o empreendedor pode ter esse custo, que é natural, o atrativo da Infinite Pay está nas taxas mais baixas, que agradam especialmente os pequenos donos de restaurantes e lojas. As máquinas aceitam pagamento no débito e no crédito.

E tem uma plataforma que permite todo gerenciamento das receitas. O mais legal é que essa tecnologia permite uma espécie de gestão financeira, já que dá para acompanhar vendas e saques pelo aplicativo gratuito que pode ser instalado no celular. 

A Infinite Pay para MEI

Como um dos focos é atender os pequenos empresários, a recomendação e exigência da empresa é que o interessado tenha um CNPJ ativo para abrir o cadastro. Portanto, MEIs podem fazer isso, assim como as microempresas e as pequenas empresas também. 

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

Lembrando que todos podem acessar as máquinas com Wi-Fi ou Chip. Abaixo, a gente vai explicar mais sobre como tudo funciona em termos de soluções e taxas. 

Porém, já podemos adiantar que pelo aplicativo é possível fazer tudo, do pedido da máquina, passando pelo cadastro inicial até mesmo o monitoramento de saques e recebimentos. Atualmente, no Google Play, ele tem uma boa nota de indicação dos usuários, de 4 estrelas.

As opções de soluções da Infinite Pay

Atualmente, quem opta por ter uma Infinite Pay pode escolher entre 3 modelos de pagamentos para o negócio. Tem o pagamento online, que permite pagamentos via app, menores taxas, Wallet da Infinite Pay, gestão de vendas pelo app e suporte 24 horas.

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

Tem a Infinite Black, que tem a máquina de cartão, o pagamento online, a plataforma de gestão, o chip multiperadora, o Wi-FI, a bobina e o carregador, a tecnologia NFC, as menores taxas, o Wallet da Infinite, suporte 24 horas e a gestão pelo app.

E tem ainda a Infinite Black Smart, que tem todas as características da Infinite Black, com a diferença de ter também um sistema Android de alta performance para ser usado. Em nenhuma delas há o pagamento de mensalidades.

Quais os custos e as taxas da Infinite Pay

Mas, de tanto falar em taxas menores, precisamos saber quais são elas, não acha? Podemos começar dizendo que, como a maioria das maquininhas do mercado, a Infinite Pay não tem a cobrança de adesão ou mensalidade. Só que tem o custo da venda ou aluguel e das operações.

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

O lado ruim é que os clientes não podem antecipar o pagamento de valores nas compras parceladas, como outras concorrentes permitem. De todo modo, a taxa é atrativa, sendo que no cartão de crédito vai de 2,97% até 12,69% - a variação tem a ver com a bandeira e parcelas.

Já no débito, a taxa é fixa e fica em 1,49% nas bandeiras mais conhecidas, que são Visa e Mastercard. Já na Elo, a taxa sobre para 2,49%. E o empreendedor vai receber o valor na conta no dia seguinte ao uso da máquina, sem qualquer taxa de transferência. 

Saiba cada uma das taxas cobradas

No site da Infinite Pay dá para saber as taxas cobradas nas máquinas para parcelamentos em 1 ou até 12 vezes. Isso porque o valor vai aumentando. Por exemplo, em 1 única vez, a taxa é de 2,97% e em 12 pode chegar a 7,45%. Na Elo, parte de 4,16% e na Hiper parte de 3,37%.

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

Já no pagamento online, que permite outras bandeiras, como Amex também, o pagamento parte de 4,20% e pode chegar a 16,66% em 12 vezes. Outro ponto interessante é que a empresa tem uma espécie de simulação online de taxas comparando várias empresas. 

Uma venda de R$ 10 mil na máquina Cielo, em 12 vezes, permite que o cliente receba quase R$ 6 mil, já que a taxa é de 40%. Mas, na Infinte Pay, o recebimento é de R$ 9.225, já que a taxa é de 7,45%. Você pode ver outras simulações também, no site da Infinite Pay

Como ter uma maquininha Infinite Pay

Para os interessados em saber mais ou adquirir uma dessas maquininhas, saiba que tudo acontece de forma online. É preciso cadastrar a empresa, com informações sobre ela e isso pode ser feito pelo aplicativo, disponível no Android e no iOS ou na internet, no site.

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

Após o cadastro inicial, a empresa faz uma avaliação dos dados informados e dá o retorno sobre a aprovação do pedido das maquinetas.

Vale lembrar ainda, que a empresa diz que logo vai lançar o “Empréstimo Inteligente”, que considera uma opção de crédito para os empresários. No entanto, ainda não informou quais serão as taxas, as formas de solicitar, os limites ou prazos.

Outras condições da Infinite Pay

A empresa de máquinas de cartões aceita débito e crédito. Além de Visa, Mastercard e Elo, também aceita Hipercard e Amex. Mas, garante que tem novas parcerias para serem lançadas em breve. Assim, as compras podem ser parceladas em até 12 vezes.

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

Fora isso, tem aquele custo de compra ou aluguel, lembra? O custo é de R$ 346,80, valor que pode ser parcelado em 12 vezes. A compra é feita diretamente no site da empresa. O frete é gratuito para todo país e só dá para ter a maquininha quem tem um CNPJ válido.

Em termos de comparações, a Moderninha Pro e a SumUP Total são as principais concorrentes, já que possuem benefícios parecidos. Portanto, para quem quiser fazer uma pesquisa comparativa, o ideal é começar por esses 3 modelos.

A Infinite Pay é confiável?

Com base em informações do Reclame Aqui, considere que a nota da Infinite Pay é boa, sendo de 8,6/10. Assim, ela é considerada “ótima” na plataforma de reclamações mais famosa do país. Está cadastrada desde maio de 2018 e soma pouco mais de 2 mil reclamações.

Infinite Pay - essa máquina de cartões é boa?
Foto: (reprodução/internet)

Praticamente todas foram respondidas. Além disso, mais de 82% das pessoas dizem que voltariam a fazer negócio com a empresa. O índice de solução fica em 87% e a nota do consumidor em 7,45 pontos. 

As principais reclamações têm a ver com “problemas na finalização de compras”, “atendimento ruim no SAC”, “estorno do valor pago”, “pagamentos eletrônicos”, “aparelhos”, “meios de pagamentos eletrônicos”. 

Sobre a Cloudwalk

A Cloudwald Meios de Pagamento e Serviços LTDA fica em São Paulo (SP), na R. Eugênio de Medeiros, 303, no 15º e 16º andar, no conjunto 1501 C. Ela está inscrita no número 18.189.547/0001-42 e é conhecida no nome fantasia como Infinite Pay. 

Os principais canais para comunicação são os online, como aplicativo e site. Mas, outra opção é mandar um e-mail para cloudwalk@cloudwalk.io. Há ainda um telefone fixo que pode ser usado como uma ouvidoria, que é o 11-3197-5980.