Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito

O cartão de crédito permite que o consumidor pague as contas e as compras de forma parcelada ou em uma única vez, sendo que nessa última opção o valor será cobrado na próxima fatura, que pode ser no próximo mês, por exemplo.

ANÚNCIO

O problema é que nem sempre temos um limite de crédito alto. Ou seja, na hora de pagarmos compras mais caras, o cartão acaba perdendo uma das suas boas funções, que é a de parcelar a compra em vários meses. Por isso, vamos ver como dá para aumentar o limite do cartão.

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

A vantagem de ter um limite mais alto

A principal vantagem que existe em ter um limite de crédito mais alto tem a ver, justamente, com a possibilidade de realizar compras maiores. Outra boa ideia é para os casos de podermos usar para fins emergenciais, como o conserto do carro ou a compra de um remédio. 

ANÚNCIO
Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

Sendo assim, se bem usado, o cartão de crédito pode ser um grande aliado do consumidor, que não vai precisar entrar em dívidas ou fazer empréstimos caros para comprar esses itens mais emergenciais. E nem mesmo fazer um financiamento para comprar um celular. 

Ainda falando das vantagens, se você tem um bom controle financeiro e não deixa a fatura atrasar, saiba que dá para considerar o benefício dos programas de pontos, que a maioria dos cartões possuem. Sendo assim, acaba sendo uma ferramenta bastante interessante. 

ANÚNCIO

A definição do limite de crédito

E para entender como dá para aumentar o limite de crédito, o ideal é que se entenda como funciona a definição desse limite, certo? Afinal, porque tem gente que tem um limite maior do que as outras? Será que somente a comprovação de renda interfere nisso?

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

Na verdade, toda concessão de crédito de hoje em dia passa por normas rígidas que levam em conta diversos fatores – e não apenas o salário do consumidor. Assim, os bancos e emissores de cartões usam indicadores para calcular o risco de cada cliente ou futuro cliente.

A essa junção de indicadores se dá o nome de score de crédito. Ou seja, esse score é uma espécie de pontuação que cada pessoa tem com base em fatores como histórico de pagamentos, salário, nível de endividamento, comprometimento financeiro, etc. 

O limite máximo do crédito no cartão

Considerando, portanto, o score financeiro, saiba que por padrão os bancos e instituições financeiras usam um limite fracionário de 70% da renda bruta. Ou seja, vai ser muito raro, em um primeiro momento, você ter um limite acima disso. 

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

E sim, há casos excepcionais que não estão dentro dessa regra. Porém, eles não valem para a maioria das pessoas. De todo modo, a notícia positiva é que se o seu limite está abaixo de 100% da renda bruta, isso quer dizer que há campo para se elevar esse limite também. 

Até mesmo porque há casos em que as pessoas conseguem um limite de crédito no cartão que é 6 vezes a renda bruta mensal. No entanto, isso nunca acontece da noite para o dia. Logo, se orientar pelas dicas que vem abaixo faz tanto sentido para conseguir esse aumento de limite.

A comprovação da renda

Alguns emissores de cartões nem exigem a comprovação da renda. Porém, quanto mais fácil for comprovar isso, então, maiores as chances de sucesso na busca por um limite mais alto. Para quem tem renda comprovada, isso é bem mais fácil.

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

No entanto, hoje em dia, a gente tem muitos empreendedores e autônomos, o que quer dizer, consequentemente, que nem sempre é fácil comprovar a renda, não é mesmo? Nesse caso, uma boa dica é optar por formas alternativas, como o comprovante de transferência

Na verdade, cada banco pode exigir um tipo de documento para essa comprovação. Inclusive, se você já tem conta no banco em questão até mesmo o seu extrato pode ser útil nessa hora. O que importa é saber que o comprovante de renda tem um peso significativo nisso tudo.

As formas de comprovar renda

No tópico anterior, a gente falou sobre algumas formas de comprovar renda, como os comprovantes de recebimento de transferências e o extrato bancário. Porém, como sabemos que essa é uma dúvida de muita gente, nós vamos listar mais alternativas aqui.

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

Você também pode usar a declaração do imposto de renda, a fatura de outros cartões de crédito, o decore (que é uma espécie de declaração de rendimentos para pessoas jurídicas, como MEIs), comprovar os bens (carros, imóveis, motos).

E também dá para comprovar rendas complementares, como a renda de aluguéis, de investimentos, de bônus, de pensões, de aposentadorias, de ajuda de custo e tudo mais que for dar segurança para a entidade financeira. 

O uso do cartão ou da conta

Ao mesmo tempo em que você dá a devida atenção para a comprovação de renda, que deve ser atualizada no seu banco de interesse ano após ano, considere que usar o cartão de débito, de crédito (outro que você tenha) ou mesmo a conta corrente também importa. 

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

Sendo assim, ainda tem muita gente que prefere pagar as contas com dinheiro em espécie, indo até uma casa lotérica ou um caixa de banco. No entanto, essa não é uma forma legal de mostrar que você tem movimentação bancária, de pagamentos, financeiros. 

Só que aqui você tem que dar atenção extra para um ponto: muito mais do que movimentar a conta é muito importante que você evite os atrasos, está bem? Então, saiba que não ter contas atrasadas é um dos itens obrigatórios para o banco aumentar o seu limite

O pedido do aumento de limite

Agora sim vamos a um ponto super que é de seu interesse total: o pedido do aumento do limite de crédito. Quando fazer isso? A recomendação é que se faça, no máximo, 2 vezes ao ano. Ou seja, a cada 6 meses. Aliás, essa é uma regra geral dos bancos, também. 

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

A boa notícia é que hoje em dia é bem fácil fazer essa solicitação. Você pode optar pelo meio mais tradicional, que é a central de atendimento telefônica do cartão ou dá para optar pelo modo mais rápido, que é pelo aplicativo do banco ou do cartão. 

O mais engraçado é que se você for um bom pagador e nem precisa ser um excelente cliente, os atendentes conseguem dar um aumento de até 25% do seu limite sem nem mesmo solicitar o comprovante de renda.

O novo cartão de crédito

Agora temos uma dica que pode ser o verdadeiro pulo do gato para você que está pensando em conseguir um aumento de limite no cartão: o pedido de um novo cartão. Como falamos no começo, se você é organizado e não deixa a fatura vencer, isso pode ser bacana. 

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

Assim sendo, o ideal é que se faça o pedido do novo cartão em uma instituição financeira diferente. Logo, isso vai permitir que você movimente mais da sua renda na fatura, ainda que tenha um limite menor em dois cartões. 

No entanto, aqui temos que validar uma coisa importante: cuidado com as taxas desses produtos. Logo, é preciso que você considere a possibilidade de pedir um cartão sem anuidade, que tenha as funções que você precisa, mas que não dê mais custos. 

O cuidado extra com os cartões

É muito importante saber que somente quem faz um bom trabalho de controle financeiro deve ter mais do que um cartão de crédito ou mesmo um limite de crédito maior do que seria possível honrar ao longo dos meses.

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

De fato, as dívidas podem causar diversos problemas, inclusive de saúde, na vida das pessoas. Por isso, se você ainda não tem esse controle, saiba que o melhor é evitar qualquer novo cartão ou pedido de aumento de limite de crédito, tudo bem?

Mas, se você está preparado para isso, continue lendo que vamos mostrar como dá para continuar tentando aumentar o limite de crédito. 

A checagem da negativa

Se após seguir os passos acima, considerando ao menos 3 tentativas (1 ano e meio) você não conseguir um novo aumento de limite no cartão, saiba que, muito possivelmente, isso pode ser por causa de alguma conta atrasada. E aqui também há uma questão interessante.

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

Muitas vezes, as pessoas possuem contas atrasadas e até mesmo o nome sujo sem saber disso. O motivo pode ser um golpe, por exemplo ou o simplesmente desconhecimento da conta que atrasou. Acredite que isso é mais comum do que parece ser. 

Logo, para verificar tal afirmação você deve visitar o site dos órgãos de defesa ao crédito, como é o caso do Serasa Experian. Lá, você poderá encontrar todo histórico em seu nome e ainda poderá ver um score financeiro do Serasa para ter uma ideia dos seus pontos. 

Em último caso, troque de banco

Para terminar de vez esse conteúdo, saiba que não há lei que obrigue as instituições financeiras a fornecerem ou aprovarem pedidos de cartões de crédito para os clientes. Da mesma forma, nada se fala sobre o aumento de limite

Limite baixo? Conselhos que podem ajudar a aumentar o limite do seu cartão de crédito
Foto: (reprodução/internet)

Por isso, se você achar que não está sendo reconhecido pelo seu banco ou pelo emissor do cartão, uma saída é pensar em trocar pelos concorrentes. Atualmente, há diversos bancos digitais, por exemplo, que oferecem cartões sem anuidade. 

No Brasil, muito se fala sobre as fintechs, que são empresas de tecnologia focadas no setor financeiro. Elas, muitas vezes, também podem oferecer cartões sem que tenham que ser bancos. um dos melhores exemplos é o Nubank e tem ainda o caso da Ame Digital, etc.