FGTS – Liberação de recursos: consulta, saque e extrato

Nesta semana, o governo irá fazer o anúncio da próxima liberação de saques para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. O fundo é mais conhecido por sua sigla, FGTS. A suspeita para a equipe econômica é que o desbloqueio dos recursos cause uma injeção de R$ 30 bilhões na estrutura econômica do país.

ANÚNCIO

A Caixa Econômica Federal é o banco responsável por administrar e organizar o pagamento do FGTS, por se tratar de uma instituição pública e popular. Os pagamentos são organizados através de um calendário anual, organizado mediante a data de nascimento dos trabalhadores.

Atualmente, o banco oferece diversos meios para a consulta desses dados, de maneira online. No entanto, a organização pode ser acompanhada todos os anos e o fato é que não muda muita coisa e é sobre isso que vamos falar aqui.

ANÚNCIO
Foto: (reprodução/internet)

Como consultar o saldo do FGTS

Caso você ainda não faça o acompanhamento do seu saldo no FGTS, é bom que essa realidade seja alterada. Afinal, sem a supervisão dos depósitos, pode acontecer que você deixe escapar um mês em que o valor depositado não confere com o esperado.

Portanto, para isso existem diferentes maneiras de fazer a consulta do seu FGTS. Uma delas, é a Consulta presencial. Os balcões de atendimento da Caixa estão disponíveis para caso o empregado queira fazer a consulta presencial do seu FGTS. 

ANÚNCIO

Além disso, estão disponíveis para a consulta diversos postos de atendimento. No entanto, para esses postos, é necessário dispor de um Cartão Cidadão em mãos.

As consultas também podem ser online

É possível fazer a consulta do fundo de garantia de forma prática através do aplicativo disponibilizado para smartphones. O download é gratuito e pode ser feito em qualquer plataforma, ou seja, Android, iOS e também Windows.

As agências da Caixa Econômica não são a única forma de atendimento que o banco disponibiliza. O trabalhador também pode utilizar o site da Caixa para realizar as consultas. O serviço online e gratuito exibe informações de cadastro e os depósitos realizados na conta nos últimos seis meses.

Para isso, será necessário saber qual é o seu Número de Identificação Social - NIS (PIS/Pasep). A numeração pode ser consultada na carteira de trabalho. Com o código NIS, o trabalhador fará o cadastro de uma senha no site. Fora isso, é possível utilizar a senha do Cartão Cidadão.

Serviços de e-mail e SMS

Na página da Caixa, é possível habilitar a função de emissão das atualizações por e-mail. As mensagens enviadas pelo correio eletrônico disponibilizarão os depósitos mensais do FGTS na conta vinculada.

Além das atualizações por e-mail, o trabalhador também pode escolher ser notificado via SMS. Para essa opção, o extrato bimestral deixa de ser enviado via Correios. No entanto, o extrato anual continua sendo entregue normalmente.

Quando é permitido o saque

Para fazer o saque do seu FGTS será necessário ter o Cartão Cidadão. Os saques são realizados em agências da Caixa, e para isso, separe toda a documentação necessária. 

No caso de acontecer uma rescisão de contrato, utilize o canal eletrônico Conectividade Social da Caixa e informe à Caixa. Quando se tratar de um empregador doméstico, faça uso do eSocial.

Verifique as condições de rescisão contratual aceitas para que o saque possa ser feito. Caso você se enquadre nos requisitos, o valor poderá ser retirado em até 5 dias úteis. Porém, se a rescisão acontecer após um acordo entre o empregador e o empregado, compareça em qualquer agência da Caixa após o 5º dia útil da multa rescisória.

Ainda é importante ressaltar que no caso de acordos, o valor inicialmente disponibilizado será de apenas 80% da quantia existente na conta. Os outros 20% só serão disponibilizados caso você se enquadre em algum dos requisitos para saque do FGTS.

Entre em contato com a Caixa

A Caixa Econômica Federal disponibiliza um número de telefone para esclarecimento de dúvidas e marcação de visitas na agências físicas, o número é o 0800 726 0101.