PIS - Saiba como fazer o saque e consultar o valor

O PIS é um programa inteiro de benefícios ao trabalhador. No entanto, as pessoas mais conhecem o PIS como abono salarial, que é um dos principais serviços oferecidos. Isso quer dizer que as pessoas que seguem as regras recebem um bônus, em cada novo ano.

Nos últimos anos, algumas mudanças têm acontecido, seja na alteração de valor ou até mesmo na forma de receber os recursos. Com a pandemia, novos investimentos em tecnologia foram feitos, facilitando a vida de quem tem o PIS para sacar.

A partir dos próximos tópicos, vamos mostrar as alternativas para sacar o PIS, assim como informações relevantes sobre o benefício trabalhista. Por exemplo, o valor dele e o calendário de pagamentos, que é atualizado ano a ano.

Foto: (reprodução/internet)
  • Qual o valor do PIS
  • Como saber o valor do meu PIS
  • Como sacar o PIS em dinheiro
  • Qual é o calendário de pagamento do PIS

Qual o valor do PIS

A partir de informações do Ministério do Trabalho, Emprego e Previdência, o valor do abono salarial corresponde ao valor do salário mínimo dividido por 12 e multiplicado pela quantidade de meses trabalhados. Parece complicado, mas é muito fácil entender essa conta do PIS.

ANÚNCIO
Foto: (reprodução/internet)

A primeira coisa é pegar o valor do salário mínimo atual. Aí divide por 12. Depois, pegue o resultado e multiplique pelo número de meses que trabalhou no último ano. O resultado vai ser o valor que você tem direito a receber no PIS desse ano.

Lembrando que a partir de 15 dias de trabalho, a pessoa já conta como um mês de trabalho. O máximo é 12 meses, ao passo que as férias também contabilizam se estiverem de acordo com a carteira de trabalho. Na prática, o PIS varia de R$ 100 até R$ 1.200, na média.

Vai ter PIS em dobro?

O Governo Federal anunciou que fará o pagamento do valor do PIS em dobro. Assim, mais de 150 mil trabalhadores foram informados que receberiam a segunda parcela no início de 2022. No entanto, a regra é uma só: vale conforme o ano-base de 2019.

ANÚNCIO

Isso porque muita gente ficou sem receber o abono naquele ano. Assim, eles passaram a ter um novo valor depositado agora. Então, é apenas uma ação para ajustar os pagamentos do PIS, sendo que nem todos os beneficiários do PIS vão receber as duas parcelas.

Além dessas pessoas, o governo diz que mais de 320 mil brasileiros possuem dinheiro parado no abono salarial e poderão solicitar uma nova retirada. Acredita-se que mais de R$ 208 milhões foram esquecidos por pessoas que não fizeram o saque dentro do prazo.

Como saber o valor do meu PIS

Quem quer saber qual é o valor do PIS proporcional que vai receber ou se tem dinheiro parado lá desde 2019 pode fazer isso de um jeito fácil. O aplicativo da Carteira de Trabalho Digital está disponível para dispositivos celulares. É gratuito e fácil de ser usado.

ANÚNCIO
Foto: (reprodução/internet)

E quem não tem um bom celular para baixar o programa, também pode acessar pelo site oficial do Ministério do Trabalho. Assim, o passo a passo será o mesmo: um cadastro de informações pessoais e a criação de um login com senha.

Para quem quiser optar pelos meios mais tradicionais, também dá para ligar no Ministério ou na central de atendimento da Caixa, onde a informação é repassada ao usuário. Na Caixa, o número é o 0800-726-0101 e no Ministro funciona no 158.

Outra forma de consultar o PIS pelo celular

Além do site e do app da Carteira de Trabalho, também é possível fazer consultas sobre benefícios trabalhistas pelo aplicativo Caixa Trabalhador. Isso se o pagamento for feito pela Caixa, como é o que acontece com o Abono Salarial.

Em alguns toques, as pessoas podem acessar informações sobre o seguro-desemprego e o INSS também. Inclusive, verificar calendários de pagamento, saldos na conta e atualizar a situação cadastral, tão importante para receber os recursos.

A Caixa ainda traz um serviço diferenciado, que é a Calculadora do Abono. Através dela, dá para simular o valor do benefício a ser recebido, a partir dos meses trabalhados, como vimos acima. E outra função é a chance de encontrar a Caixa mais perto de você.

Como sacar o PIS em dinheiro

O jeito mais tradicional e que quase todo mundo conhece para receber o PIS é através do Cartão Cidadão. Então, dá para ir até a lotérica ou em correspondentes Caixa Aqui, já que são várias unidades em cada cidade.

Foto: (reprodução/internet)

No entanto, esse método só vale para saques de até R$ 3.000, o que é um valor abaixo do PIS. Por outro lado, sem Cartão ou sem disponibilidade de ir até uma unidade presencialmente, vem a chance de fazer isso pela internet, com aplicativos, como veremos abaixo.

E existe ainda uma terceira opção. Assim, dá para realizar saques em uma agência da Caixa apresentando os documentos pessoais. Por exemplo, o RG, a CNH, a identidade militar, a carteira de estrangeiros, passaporte, etc.

Como receber o PIS na conta

Atualmente, o PIS pode ser recebido no aplicativo Caixa Tem. Essa conta funciona como uma poupança gratuita e digital que serve justamente para o pagamento de benefícios. Inclusive, quem tem essa conta deve receber por ela, de forma automática.

Quem tem outra conta na Caixa, como uma conta corrente ou uma conta poupança tradicional, também vai receber dessa forma, por meio de transferência de recursos. Essa é uma maneira legal de receber o dinheiro porque permite que se faça movimentações.

Com as contas da Caixa, a pessoa pode pagar boletos bancários ou usar o PIX. No entanto, quem não gosta de usar as novas tecnologias também pode receber pela lotérica ou no caixa, como vimos nos passos acima.

Como saber se tenho direito ao PIS

Muita gente pode ter seguido todos os passos acima e não encontrado saldo na conta. O motivo pode ser o simples fato de que você não tem direito ao benefício. Então, o que é preciso fazer para saber isso? Existem regras que precisam ser seguidas.

Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, estar cadastrado no PIS há pelo menos 5 anos. Ter recebido uma remuneração mensal média de até 2 salários mínimos no último ano. Ter exercido atividade remunerada por pelo menos 30 dias no último ano. E ter os dados na RAIS.

A RAIS é a abreviatura para Relação Anual de Informações Sociais. E, geralmente, as empresas informam esses dados para o Governo através de um portal. Os cidadãos podem fazer consultas online para saber se a empresa está cumprindo o seu papel.

Como fazer o saque do PIS em caso de falecidos

Os beneficiários legais devem comparecer em alguma agência da Caixa para fazer esse tipo de resgate de recursos. Além disso, é preciso que se apresente documentos pessoais, como o documento de identificação válido e a certidão de óbito.

E mais documentos. Podendo ser a declaração de dependentes habilitados à pensão por morte do INSS, um atestado fornecido pela empresa empregadora, um alvará judicial de representante legal, inventários ou outros.

Como tirar o meu PIS

Hoje em dia, a pessoa não consegue tirar o próprio PIS. Assim, para ter esse número, é preciso ser um profissional com carteira assinada. Então, ao gerar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), o número do NIS é gerado e, logo, o PIS também.

Foto: (reprodução/internet)

Para quem precisa do número e não está encontrado, saiba que ele pode estar no extrato do FGTS, na carteira de trabalho e no cartão cidadão. Se ainda assim, a pessoa não encontrar, vale a pena contatar a Caixa ou o Ministério do Trabalho.

PIS e NIS são a mesma coisa?

Não. PIS a gente já viu o que é. Já NIS ou NIT tem a ver com o Número de Identificação Social. Ou seja, é um tipo de RG da pessoa no mercado de trabalho. Ele é muito usado pela Caixa ou pelo Banco do Brasil para selecionar e categorizar os beneficiários.

Assim sendo, NIS é uma inscrição que tem a ver com quem vai receber benefícios sociais. Além dos abonos, também entram: Pronatec, Bolsa Família, Garantia Safra, etc. Logo, PIS é o programa social e o NIS é o número de cada pessoa empregada.

Por curiosidade, também temos o PASEP, que é como o PIS, só que voltado para funcionários públicos. Então, o cidadão que trabalha em cargos públicos e cumprem os requisitos terão direito ao PASEP e não ao PIS. Mas, a função do NIS é a mesma para ambos os casos.

Qual é o calendário de pagamento do PIS

O dia certo para o pagamento do PIS vai depender de cada ano. Isso porque o Governo Federal faz alterações nas datas. O que se sabe é que ela varia conforme o mês de nascimento do beneficiário. Geralmente, ele pode receber até o fim do ano.

No caso do PASEP, que é um tipo de PIS dos funcionários públicos, o recurso é pago pelo Banco do Brasil e não pela Caixa Econômica. Além disso, o pagamento tem a ver com o final da inscrição do PASEP e não com a data de nascimento do beneficiário.