Advent determina o fim da marca Walmart no Brasil

Em maio deste ano, a Walmart Brasil anunciou que encerraria a sua modalidade online de vendas. De acordo com a empresa multinacional, as compras que eram feitas pela internet representavam uma parte muito pequena diante da quantidade total.

ANÚNCIO

No entanto, essa iniciativa tomada já indicava uma mudança muito maior no futuro. Depois de uma série de erros cometidos pela companhia, a famosa marca será abandonada no Brasil. A rede de hipermercados, a partir de então, passará a se chamar Grupo Big.

Essa é uma mudança que trará benefícios para os clientes, a questão é que será investido o valor de R$ 1,2 bilhão na modernização das unidades e também na melhoria de serviços e atendimento.

ANÚNCIO
Fonte: reprodução/internet

A venda das operações do Walmart

O grupo Walmart chegou no Brasil há cerca de 23 anos. Porém, de uns anos pra cá, o desenvolvimento do negócio não estava fluindo tão bem. Exemplo disso é o desempenho dos últimos 7 anos, os quais foram de grande prejuízo para a empresa. Neste momento, a concorrência estava bem superior, com Carrefour e Pão de Açúcar liderando o segmento.

Diante desta realidade, a Walmart procurou inúmeras alternativas para solucionar o problema há pouco mais de um ano. Mas, a que mais agradou aos executivos foi a venda de 80% de sua operação para o fundo de investimentos Advent International. Apenas no setor de varejo, a Advent concretizou 40 aportes em 14 países.

ANÚNCIO

Mas, a experiência nas demais companhias não assegurou que o processo para reestruturação do Walmart fosse ser simples. O Advent, portanto, está trabalhando para que o portfólio de marcas, que é complexo, seja reduzido. Foi então decidido o fim da marca Walmart para as operações brasileiras.

Planos da Advent

É importante ressaltar que o Advent não foi pego de surpresa, sem saber qual era a verdadeira realidade da companhia na época da compra. Quando o aporte de quase 2 bilhões de reais foi feito, todos os problemas já haviam sido compartilhados com os investidores.

Inclusive, era de conhecimento geral que há quase dois anos a matriz americana da companhia já estava tentando repassar as atividades no Brasil para outra empresa. Um dos executivos que esteve envolvido nas negociações sinalizou na época:

“A Advent tinha experiência em varejo no mundo e no Brasil. E acredita que gerir o Walmart como se fosse uma empresa brasileira, com as decisões tomadas aqui, pode acelerar o crescimento”.

Dessa forma, visando alcançar este crescimento, no Brasil o Walmart passará a ser chamado de Grupo Big. Nos 18 meses seguintes, ainda será realizado um investimento de 1,2 bilhão de reais para que sejam feitas a ampliação e a modernização das lojas.

Uma série de erros

O sócio diretor da GS&Consult, Alexandre van Beeck, falou um pouco sobre as operações da empresa aqui no Brasil. Para ele, toda essa transformação de identidade que a Advent está tendo que fazer, foi ocasionada pelos erros que o Walmart vem cometendo desde 1995.

Ele diz que o brasileiro nunca conseguiu assimilar bem o lema que diz “preço baixo todo dia”.

“A estratégia promocional é incentivo para o consumidor ir à loja. Sem ela, a frequência fica comprometida. Além disso, o cliente não acha que, na soma do carrinho, o Walmart era mais barato que as outros”.