Aprenda como investir em ouro e prata

Você já deve ter lido por aí que alguns metais preciosos são perenes. Isso quer dizer que eles possuem valores que nunca perdem a força. O ouro e a prata se encaixam muito bem nisso. Por isso, uma boa parte dos grandes investidores possuem ouro e prata na carteira de ativos.

ANÚNCIO

Mas, para quem está começando a investir essa conversa pode ser um pouco complicada demais. Sendo assim, a gente criou o conteúdo para facilitar a compressão. A ideia é citar as formas que existem para investir em metais preciosos. Os tópicos que seguem são:

Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)
  • O investimento em prata
  • As barras de pratas
  • As corretoras de metais preciosos
  • As moedas de prata
  • As moedas de colecionador
  • Os fundos de investimentos em pratas
  • Os ETFs de prata
  • O investimento em ouro
  • A melhor maneira de investir em ouro
  • A prata e o ouro como reserva de valor

O investimento em prata

O investimento feito em prata é muito menos comum do que aquele feito em ouro. Porém há motivos para se pensar nesse metal precioso. Por exemplo, o fato de ser o segundo metal mais precioso do mundo, em termos de ativos, através apenas do ouro. 

ANÚNCIO
Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)

Fora isso, as minas estão espalhadas por várias regiões do mundo, mas especialmente na América do Sul, na América Latina e na Ásia. No geral, as grandes vantagens estão ligadas ao fato de ser uma hedge de investimentos. Ou seja, uma forma de proteger a carteira. 

O lado ruim é que a gente ainda não tem como investir em prata pensando na bolsa de valores do Brasil. No entanto, dá para considerar que temos, ao menos, 5 maneiras de fazer isso. E nós vamos listar elas abaixo. 

ANÚNCIO

As barras de pratas

Você pode cometer a loucura de comprar barras de prata para investir, se quiser. Porém isso não é recomendável porque as barras possuem pesos grandes e são difíceis de serem alocadas. Logo, não há motivos prévio para se fazer isso, concorda? Ainda assim, é uma opção.

Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)

As barras de pratas são chamadas da prata 999 porque elas possuem 99,9% de grau de pureza. Logo, a compra do objeto físico pode acontecer em estabelecimentos especializados, como em bancos ou até mesmo em corretoras de metais preciosos. Não é comum, mas é simples. 

Aliás, se você vai mesmo comprar as barras de prata, saiba que é preciso ficar muito atento aos vendedores porque não é tão fácil assim saber quando estamos diante de uma barra de prata verdade e legítima. E o ideal é saber sobre o grau de pureza dela para fazer a compra.

As corretoras de metais preciosos

No mercado, você vai encontrar várias corretoras de metais preciosos. O problema disso é que elas cobram uma taxa adicional com base na cotação de mercado da prata. No entanto, também estamos falando sobre a barra de prata, ok? Como a que mencionamos acima.

Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)

A vantagem disso é que há uma garantia sobre o grau de pureza e você evitar cair em golpes. O lado ruim tem a ver com a taxação mesmo. Ainda assim, essa taxa é baixa se a gente comparar com as taxas que são cobradas no câmbio, na compra de moedas estrangeiras

Só para concluir a ideia das barras, saiba que elas precisam ser armazenadas em lugares seguros. Por isso, aqui também você vai ter um custo com isso. Ou você vai deixar as barras em casa? Isso não é indicado, exceto se você tiver um ótimo cofre doméstico e com seguro.

As moedas de prata

Agora, pode ser que você tenha pensado em uma coisa: se as barras são grandes e pesadas demais, que tal se eu comprar as moedas que são feitas de pratas? Pelo menos, elas são mais leves e mais fáceis de serem armazenadas, não é mesmo? Isso realmente é possível.

Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)

Mas está longe de ser indicado. Porque ainda que se tenha as vantagens com relação às barras, elas possuem taxas ainda maiores para serem negociadas, que são cobradas pelas corretoras. O motivo se explica pelo alto custo da cunhagem e na moldagem das moedas. 

Sendo assim, a dica sobre ficar atento à credibilidade do vendedor se mantém a mesma. É super importar ter a certeza sobre a procedência do ativo assim como da veracidade do grau de pureza, ainda mais porque há casos muito comuns de golpes e tentativas de extorsão.

As moedas de colecionador

Ainda falando das moedas, você também pode chegar a cogitar sobre as moedas de colecionador, que também podem ser feitas de prata. Só que aqui a história é bem diferente, viu. Isso porque elas são antigas e tem valor muito mais ligado a história do que à prata. 

Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)

Ainda assim, elas possuem alto teor de prata. O que faz com que tenham valor intrínseco ligado à matéria-prima. Logo, ela tem um valor bem acima do que é esperado, já que além da prata, a gente soma a história. O que acontece é que bem difícil determinar o valor da moeda.

Para se ter uma ideia disso, no mercado brasileiro encontra-se moedas de 1913, cunhadas à prata, que possuem 90% de pureza. Mas as moedas de anos mais recentes possuem uma menor quantidade de prata. Só que o preço não depende só disso, mas da raridade também.

Os fundos de investimentos em pratas

Bom, saindo um pouco da questão física e indo mais para o lado dos investimentos, vamos considerar agora que os fundos são os principais atrativos para quem quer investir em prata no mercado financeiro. Hoje em dia, fala-se muito em mutual funds, ou fundos mútuos.

Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)

Mas o que seria isso? É um tipo de fundo que investe em empresas que fazem a mineração da prata e de outros materiais preciosos. Logo, o problema disso é que o investidor também ficaria exposto aos outros materiais, como o ouro, e não somente a prata. 

Há fundos como esses na bolsa de valores de Nova Iorque, como é o caso do USAA Precious Metals and Minerals Fund. Ou tem o Vanguard Global Capital Cycles Fund. Ambos investem em metais preciosos, que envolvem ouro, prata, platina, diamantes. 

Os ETFs de prata

A próxima alternativa que temos aqui é sobre os ETFs, que são aqueles fundos de índices que investem aplicando em um índice. E sim, existem ETFs de prata, especialmente na bolsa americana, como o iShares Silver Trust e o Global X Silver Minerals. 

Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)

Nesses casos, o investidor ficaria exposto apenas a cotação da prata e não de outros minerais ou metais preciosos. Assim, acaba sendo a alternativa, atualmente falando, mais viável e aceita e objetiva para se investir em prata

Curiosamente, saiba que o iShares Silver Trust é considerado o maior ETF de prata do mundo. E se quiser conhecer mais dele, você pode ir direto na página do fundo, que é americana. Lá tem todos os dados dele e, inclusive, a cotação atual (US$ 25,23), além do histórico, altas e baixas. 

O investimento em ouro

O investimento em ouro tem se tornado muito popular no mundo todo tendo um fator como principal impulsionador disso: desde 2001, o ouro teve alta de 600% no mundo. Com essa valorização, muita gente viu a chance de lucrar com esse ativo financeiro. 

Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)

De todo modo, a gente sempre fala que é um tipo de aplicação que deve visar o longo prazo, já que pensar no curto prazo seria arriscar-se sobre o que pode interferir na cotação, como políticas monetárias, fluxos de importações, fatores naturais, sazonalidade. 

Por outro lado, quando se pensa no prazo mais longo, dá para ver que o ouro é uma espécie de porto seguro, que acaba sendo ótimo para os momentos de crises e até mesmo queda de ações nas bolsas ao redor do mundo. 

A melhor maneira de investir em ouro

Como a gente já citou acima todas as possiblidades de comprar e investir em prata, saiba que aqui a conversa vai se repetir. Porém com a diferença de estarmos falando em outro material. Mas dá para comprar barras, moedas, ir em corretoras, fundos e ETFs. 

Aprenda como investir em ouro e prata
Foto: (reprodução/internet)

No geral, a grande maioria dos investidores e especialistas financeiros recomendam os ETFs. Isso porque ele permite um investimento mais focado no ouro do que se a gente pensar em diversos metais em um mesmo conjunto, como nos fundos mútuos. 

A diferença é que no Brasil, atualmente, dá para pensar em contratos futuros na Bolsa de Valores também. Assim, a negociação se dá por frações da barra de ouro. Os contratos cheios consideram 250 gramas. Fora isso, os meios usados são os mesmos que citamos na prata. 

A prata e o ouro como reserva de valor

Para concluir o texto, saiba que tanto a prata como o ouro são vistos como reserva de valor. Mas, o que seria isso? É um tipo de metal que não é restrito a um único país, mas que, ao mesmo tempo, possui valor global, no mundo todo. Logo, é um ativo líquido.

Sendo assim, ele se torna interessante porque o seu valor varia pouco ao longo do tempo. Sendo que a alta liquidez garante que o preço do metal (ou dos metais) raramente ficará abaixo da média do mercado. Além de tudo, são ativos perenes, que duram para sempre.