Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem

Pode parecer que é a mesma coisa, mas não é. Apesar de serem sutis, as características de cada uma dessas ferramentas de negócios podem dizer muito sobre a sua empresa. E de modo diferente. A boa notícia é que ambos interagem. Por outro lado, tem a notícia ruim. 

ANÚNCIO

E a notícia ruim é que quando um deles não vai bem, com certeza, a empresa como um todo também não vai. Abaixo, em cada um dos tópicos, a gente vai falar desses assuntos. Primeiro, vamos definir o que é cada termo e depois, falar da diferença, da importância e do impacto.

Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)
  • O que saber das finanças empresariais
  • O que é controle financeiro
  • O que é gestão financeira
  • O que é o planejamento financeiro
  • O controle financeiro e a gestão financeira
  • O uso da tecnologia
  • É preciso contratar um gestor financeiro
  • E como as finanças pessoais importam nesse contexto?

O que saber das finanças empresariais

Para começar, a gente achou melhor dar uma explanada rápida sobre a gestão empresarial. Ou melhor, sobre as finanças empresariais. Ela é um tipo de gestão que se tem e é diferente das finanças pessoais, das finanças experimentais, das finanças públicas, etc. 

ANÚNCIO
Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)

A ideia é que seja focada na empresa, no negócio. E já para começar o texto de um jeito certo, considere que o maior erro do pequeno empresário é confundir as finanças, da empresa com as finanças pessoais. Evite esse erro antes de qualquer coisa, está bem?

No geral, as finanças da empresa têm a ver com tudo o que se relaciona com o dinheiro. Seja entrada de dinheiro, a saída dele, os investimentos, os gastos, os pagamentos, as compras, os imprevistos e tudo mais. Dentro das finanças tem que ter controle, gestão, planejamento. 

ANÚNCIO

O que é controle financeiro 

Se a gente pode resumir essa explicação, vamos pensar que nada mais temos do que formas, ferramentas, estratégias e dicas de registro de dados, de números, de contas da empresa. Ou seja, é a parte das finanças, de controlar tudo o que entra e sai da empresa. 

Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)

Bom, aqui a gente abre aspas para dizer que cada tipo de companhia e gestor pode determinar o que será mais adequado para o controle. A grande maioria opta pelos meios digitais e tecnológicos, como softwares, sites, aplicativos. Há quem prefira ter ferramentas próprias. 

Portanto, independente de como você vai fazer isso, a ideia é que entenda que esse tipo de controle é uma forma de garantir a qualidade e a veracidade das informações de toda a gestão financeira do negócio. Isso vai beneficiar, depois, todas as outras áreas.

O que é gestão financeira

Agora vem a questão da gestão financeira, que é um tanto quanto diferente, ainda que seja complementar. O objetivo dela é otimizar as questões das finanças da empresa. Mas para que serve isso se a gente já tem um bom controle financeiro? O foco é melhorar os resultados.

Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)

Ou seja, mais do que controlar as finanças, que é imprescindível para todo negócio, a gente tem que ter uma visão completa das operações. Aliás, a gente pode ter. E se a gente tem essa visão mais periférica, com certeza, mais hábil estaremos para as futuras tomadas de decisão.

Essa parte torna possível viabilizar os projetos da empresa. Aliás, ele permite notar se é possível fazer isso ou aquilo e, quando for, também pode ajudar a responder de que forma o gestor pode fazer aquele investimento, aquela decisão. É um ponto estratégico e fundamental. 

O que é o planejamento financeiro

Criamos esse tópico meio que intrometido aqui porque tem muito gestor que confunde os termos. Afinal, eles são mesmo parecidos, só que não indicam a mesma coisa. Esse é o problema. E um problema que vamos resolver agora. 

Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)

O controle financeiro tem mais a ver com o registro das entradas e saídas do dinheiro. Enquanto que a gestão financeira é uma visão geral e analítica das finanças empresariais. Sendo assim, onde entra o planejamento financeiro nessa história toda?

Ele é uma ferramenta de administração usada para criar um histórico entre o que era esperado e o que está acontecendo na empresa hoje. Assim, também permite melhores tomadas de decisão, só que acaba sendo muito mais específico, como para vendas, produção ou gastos.

O controle financeiro e a gestão financeira

A gente viu o que é cada uma das expressões, agora, de forma prática, vamos entender porque elas devem andar de mãos dadas dentro da sua empresa, está bem? Basicamente, a gente vai criar a possibilidade de sermos reais e estratégicos. E por que isso seria bom?

Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)

Porque se o controle financeiro é feito de forma justa e objetiva, a gente passa a ter uma chance de gestão financeira mais real. Assim, criamos um campo positivo para tomar decisões com base na realidade da empresa sem ficar no “achismo” ou em “expectativas irreais”. 

Por fim, isso é importante não apenas para alavancar as vendas e os negócios, mas também para se manter firme em momentos de crises e incertezas, como as que têm acontecido nos últimos meses, anos, tempos. Por isso, controle e gestão são irmãs, quase gêmeas, ok?

O uso da tecnologia

Continuando com esse nosso lema de unir o controle financeiro para criar-se uma melhor chance de ter uma gestão financeira verdadeira, a gente não pode deixar de falar de como a tecnologia tem influenciado e ajudado nisso nas últimas décadas. 

Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)

Qual é a ideia da tecnologia e o papel dela nesse viés? Ela pode integrar a rotina da empresa. Ou seja, tudo passou a acontecer de forma integrada, informatizada, automatizada. Então, sim: esqueça a ideia de ter tudo no papel, em ficheiros, em estoques. Está tudo no PC hoje. 

Para que isso acontecesse, a gente teve uma imersão de programas no mercado. E não estamos aqui para citar um ou outro. E sim para dizer que esses softwares online podem ajudar na gestão e no controle das finanças da empresa, de forma unida, gerencial.

É preciso contratar um gestor financeiro?

Aqui entra a figura do profissional que auxilia trabalho. Mas calma. Se você está começando a empreender e ainda não tem condição financeira de fazer a contratação, saiba que dá sim para esperar. O mais importante é você seguir a ideia do controle e da gestão por conta.

Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)

Mas nunca fique sem fazer. Porque no futuro, ao chamar esse profissional, pode ser que ele cobre bem caro para colocar tudo em ordem. Já se as coisas estiveram andando bem, possivelmente, uma consultoria já será suficiente para ajudar você com essa questão.

Basicamente, o gestor financeiro, que tem formação e experiência na área, é aquela pessoa que atua auxiliando as pessoas jurídicas com o assunto das finanças. Ele pode trabalhar em empresas, em contabilidades, em consultorias, em organizações, no comércio, etc. 

Outras profissões

Agora, quando a sua empresa for crescendo, saiba que você poderá e precisará ter novos profissionais focados nessas áreas de finanças. O gestor é aquele que vai ter a visão mais ampla do negócio. Só que também tem aqueles colaboradores mais focados. 

Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, o gerente orçamentário, que ajuda na definição de gastos e recursos direcionados. Tem o analista de investimentos, que é focado em dar dicas sobre onde investir o dinheiro da empresa, assim como na hora de comprar bens.

O gerente de contas é quem fica responsável pelo registro de entradas e saídas do dinheiro. Ou seja, ele tem o foco bem mais para o controle das finanças. Logo, também auxilia na busca e resolução dos casos de inadimplentes. O controller é mais focado na luta contra a corrupção.

Softwares gratuitos para quem está começando

Como mencionamos acima, se você está começando, saiba que dá para pensar em programas gratuitos que funcionam auxiliando você nesse trabalho de controle e de gestão. Atualmente, no mercado existem vários deles que você pode baixar de graça no celular ou no PC. 

Controle Financeiro ou Gestão Financeira - entenda a diferença que poucos conhecem
Foto: (reprodução/internet)

A gente vai citar alguns deles, conforme são conhecidos, só para você conhecer. Mas saiba que você não tem que baixar eles se não quiser, ok? A ideia é passar o conhecimento, somente isso. Sendo assim, o Sage Start é o mais conhecido de todos. 

Depois, ainda tem o Mobills, o Contas Online, o Vai Sobrar e o Meu Dinheiro. Atualmente, o Meu Dinheiro é usado por mais de 350 mil pessoas. A ideia é possibilitar o controle das contas das pessoas físicas e jurídicas, através de extratos bancários, por exemplo. 

E como as finanças pessoais importam nesse contexto?

Para terminar esse texto, a gente tem uma espécie de curiosidade aqui, ok? Saiba que se você é empresário, gestor ou atua em alguma área financeira da empresa, considere que falar e divulgar assuntos das finanças pessoais também é importante. O motivo? A gente explica.

Quando se tem funcionários sem dívidas e com orçamentos sempre positivos, a produtividade é muito melhor aceita. Assim como as ideias. Até mesmo porque ninguém consegue dormir direito se tem dívidas, concorda? Logo, o fator pessoal acaba influenciando no trabalho.