Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings

Conforme os historiadores, a Era Viking se inicia em 793, quando os nórdicos atacam Lindisfarne, um mosteiro ao nordeste da Inglaterra. Depois, o apogeu aconteceu entre os séculos VIII e XI, sendo que eles moldaram boa parte da história da Europa.

ANÚNCIO

No começo, os povos vikings usavam o que ficou chamado de “hacksilver” como dinheiro ou moeda de troca. Ou seja, eles trocavam joias quebradas, cortadas em moedas e lingotes que eram comercializados por pesos.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

As moedas cunhadas pelos vikings

Mais tarde, eles acumularam mais fortuna com todas as suas invasões. Assim, tinham hordas de dirhams islâmicos, moedas da Europa, centavos anglo-saxões. Tudo foi saqueado como tributo ou foi conseguido no comércio.

ANÚNCIO
Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Depois disso, no entanto, eles mesmos começaram a cunhar as próprias moedas. Assim, os seus reinados esculpiram as moedas com as espadas, fazendo desenhos vikings e divulgando a arte pagão ou misturando com ícones cristãos.

Com o tempo, os nórdicos começaram a usar apenas a sua própria identidade. Portanto, começa a se criar as moedas dinamarquesas, suecas e norueguesas, que são as atuais. Mas, nesse intervalo entre os hacksilver as moedas atuais, tivemos alguns exemplos. Veja abaixo.

ANÚNCIO

Os territórios invadidos pelos vikings

Antes de trazermos aqui algumas moedas vikings é legal saber um pouco mais da história dessa civilização. Considere que os vikings, que foram navegadores incríveis, desbravaram várias regiões do mundo. Por isso, como falamos acima, há moedas encontradas na América.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Mas, vamos contar aqui, rapidamente, por partes. O primeiro lugar atacado pelos vikings foi mesmo a Inglaterra. Depois, podemos falar da Escócia, Irlanda e País de Gales. Os vikings também chegaram a Islândia no ano de 900.

Eles foram responsáveis por fundar a Groelândia também. Na França houveram vários ataques, mas eles só conseguiram tomar a Normandia. Houve ataques também na Península Ibérica e na costa do Mar Mediterrâneo. Os vikings chegaram até a Rússia.

Os vikings na América

E para concluir esse contexto, saiba que os vikings chegaram na América, sendo na parte do Norte, aonde temos o Canadá. Isso aconteceu após a dominação da Groenlândia e da Islândia. Curiosamente, eles estiveram no Canadá 500 anos antes dos espanhóis chegarem lá.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Conforme alguns contos históricos, como a Saga dos Groenlandeses, o explorador nórdico Bjarni Herjolfsson foi quem chegou ao Canadá primeiro, em 986. Isso devido ao mau tempo, que fez a rota marítima se desviar, quando iam para a Groenlândia.

Só que ele só desviou a costa. Mais tarde, Leif Ericsson resolveu parar e desembarcou no país americano. Assim, foi o primeiro europeu a pisar no Novo Mundo. Ele ficou lá por algum tempo e deu o nome de Vinland ou Terra do Vinho.

A moeda do navio de Haithabu

Uma das moedas que foram encontradas é aquela que acredita ser de um navio viking de Haithabu ou Hedeby. Esse era um lugar muito importante no comércio e ficava ao sul da Dinamarca. Ele ainda existe, mas é muito mais moderno.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Curiosamente, as únicas moedas vikings que apresentam navios estão hoje em dia em museus. Ao menos, aquelas que são cunhadas. Logo, são raras e exemplares únicos. Já sobre os navios de madeira vikings, eles eram chamados de dracar e eram bem comuns na cultura nórdica.

A moeda do rei Haroldo

Haroldo foi um rei viking que ficou muito conhecido por ter sido citado em várias séries sobre esse povo. Aliás, uma das curiosidades sobre ele é que ele tinha o apelido de “Dente Azul”. O motivo é que era apaixonado pelo mirtilo, uma fruta que dá essa coloração na boca.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Ele foi filho do reio Gormo, o Velho. Assim, Haroldo foi rei da Dinamarca entre 1958 e 1986, levando os dinamarqueses ao cristianismo. Ele também governou, de forma breve, a Noruega. O desenho da moeda imita algum tipo de construção e nela contém pedaços finos de prata.

A moeda do rei Cnut

Sobre essa moeda é legal saber que em 866 o exército viking liderado por Ivar capturou a cidade de Nova Iorque, ao norte da Inglaterra. Assim, eles nomearam o lugar como Jorvik, em um reinado que durou até 954. Cnut era um rei viking.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Ele era conhecido por suas moedas e cunhou as de um centavo com uma cruz patriarcal invertida. Ou seja, o desenho tinha duas barras transversais, sendo uma maior do que a outra.

A moeda do martelo do Thor

Alguns vikings que ficaram na Irlanda, sendo conhecidos como hiberno-nórdicos, também emitiram moedas notáveis. Por exemplo, há uma peça rara que de 921 e traz a espada e uma imagem de Mjolnir, que é o martelo do Deus nórdico Thor.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

A inscrição dela indica que os artesãos que gravavam os dados eram analfabetos.

As moedas bizantinas

Sven Stridsson foi o governante da Dinamarca de 1047 até 1076. Ele foi casado 3 vezes e teve mais de 20 filhos. O reinado foi bastante perturbado com o rei na Noruega, Harald Hardrada. Na época dele, as moedas de prata copiaram os desenhos das moedas de ouro bizantinas.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Assim, dá para ver um Cristo entronado e uma figura ao pé do rei, que seria o Arcanjo Miguel. A curiosidade está no fato de que essas moedas eram conhecidas porque os guerreiros vikings eram guardas imperiais em Constantinopla.

A moeda do rei Olavo

O rei Olavo era filho de Harald Hardrada e governou a Noruega entre 1067 e 1093. Ele era famoso por ser um aventureiro. Olavo renunciou a política externa, que era agressiva pelo pai.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Mas, mais interessante do que isso é que, a única moeda nórdica que foi descoberta na América do Norte é da época do rei Olavo. Acredita-se que ela venha do comércio viking com os nativos dali. Ela ficou sendo chamada de Maine Penny.

Quem cunhava as moedas dos vikings

Para continuar falando da história, após esses exemplos incríveis que temos encontrados hoje em dia, considere que eram os chefes vikings quem cunhava as próprias moedas. E isso independentemente de onde eles estavam, como em York.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Mas, as principais áreas de produção das moedas vikings eram East Ânglia e York mesmo. Lembrando que algumas delas foram copiadas de desenhos anglo-saxões e outras apresentavam cunhagens inspiradas na própria cultura viking.

As moedas mais famosas, além das citadas acima, mostram aves de rapina, como águias ou corvos. O motivo é que elas estão associadas ao Deus Odin. Mais tarde, descobre-se que ela também se refere ao evangelista João, sem saber a quem homenageia a moeda.

As inscrições latinas nas moedas

Para continuar compreendendo a história das moedas, saiba que a maioria apresentava inscrições latinas. Por exemplo, a moeda citada acima era em homenagem pagã mesmo, já que vinha com os dizeres de “Rei Olaf”, em uma linguagem norueguesa antiga.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

As indicações também nos mostram uma possível independência dos povos vikings. Só que além disso, saiba que as moedas não eram calculadas em valores e sim em peso. Ou seja, se referia ao tanto de prata que foi usada para ela ser feita.

Inicialmente, acredita-se que Alfredo, o Grande, de Wessex, tenha sido o mais poderoso governador das Ilhas Britânicos e tenha iniciado a cunhagem das moedas. Por isso, uma grande parte das moedas encontradas de cunho viking recebe o nome dele.

Alfredo era Athelstan

Para quem gosta da história viking, vale dizer que o rei Alfredo usava o seu nome de batismo na cunhagem das moedas, que era Athelstan. Só que além disso, outras moedas também recebiam cunhagens com base em cópias bizantinas e francesas, como vimos acima.

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Isso também mostra outra parte da história: que indica o tamanho da área que foi dominada pela civilização viking. Além de Alfredo, as moedas também devem ter sido cunhadas pelos reis Edmond, Martin de Lincoln, Sihtric, Anlaf, Regnald, entre outros.

O fim da Era Viking

Como a gente gosta de montar textos com começo, meio e fim, vamos falar agora do fim. Contamos um pouco sobre a exploração desse povo e sobre as moedas cunhadas, certo? Mas, você sabe como esse povo chegou ao fim?

Conheça a história das moedas cunhadas pelos vikings
Foto: (Reprodução/internet)

Considere que é ao mesmo tempo que ele chega ao auge da sua expansão. É isso mesmo: já que o fim veio com o fim das invasões, no século XI. O ano mais exato é 1066, com a derrota do rei da Noruega, Haroldo Hardrada, na Batalha de Stanford Bridge.

A justificativa disso é que os povos adversários tiveram defesas melhoradas, além de que o povo viking ficou em desvantagem militar no ataque. Por fim, não dá para negar que a propagação do cristianismo em toda a Europa foi motivador para isso.

A religião dos vikings

E já que chegamos a falar de Thor e Odin acima, sobre as moedas, vale a pena terminar o texto dizendo que antes de o cristianismo chegar em toda a Escandinávia, os povos nórdicos eram politeístas, ou seja, adoravam vários deuses ao mesmo tempo. Como acontecia com os gregos.

Assim, havia a ideia de que o mundo era dividido entre o dentro e o fora. O reino dos humanos é Midgard e a morada dos deuses seria Asgard. Fora disso, ficava Utgard, que era a morada dos gigantes e dos seres maléficos.