Criativando, startup gaúcha consegue investimento de R$ 450 mil

É fato que a macroeconomia do país está em processo de recuperação e ainda tem muito a melhorar. No entanto, a nível micro a economia possui um enorme potencial. Os aspirantes a empresários do nosso país tem demonstrado uma incrível habilidade criativa, o que tem chamado atenção de muitos investidores.

ANÚNCIO

Foi o que aconteceu com a Criativando, uma startup criada no interior do Rio Grande do Sul. Em junho deste ano, a microempresa participou do reality Shark Tank Brasil e alcançou um bom investimento para conseguir expandir seus negócios no mercado.

Isso representa uma vitória bastante significativa para os responsáveis pela startup, agora eles poderão investir em mais produtos e serviços, aumentando a clientela e é claro, a lucratividade.

ANÚNCIO
Fonte: reprodução/internet

Conheça a Criativando

"Investir em startups é pensar no que pode dar certo. Quanto mais nova, mais você precisa focar no time e no sonho". Este é o pensamento que tem moldado o mindset de muitos investidores. Para a sócia-fundadora da G2 Capital, Camila Farani, não é diferente.

Farani foi uma das investidoras que ajudou na aplicação de 450 mil reais na startup Criativando. Além de Camila, José Carlos Semenzato e Caito Maia (fundadores de Chili Beans e Microlins, respectivamente) também foram participantes no investimento.

ANÚNCIO

A startup em questão funciona como uma plataforma que faz a conexão entre os nichos da área decorativa para viabilizar a criação de papéis de parede personalizados. Para esta elaboração, são conectados arquitetos, designers e também lojistas.

Um diferencial da empresa de decoração, são os personalizados que possuem interatividade via realidade aumentada. Por exemplo, em alguns dos papéis de parede é possível utilizar a câmera do celular para detectar itens no painel que possuem histórias associadas a eles.

Posicionamento de um dos criadores da marca

Tudo é feito por meio de um aplicativo desenvolvido pela empresa. Jonathan Teobaldi, fundador da Criativando, demonstra entusiasmo quando questionado sobre as perspectivas com o negócio.

"Acreditamos muito no Brasil e pretendemos expandir nosso negócio pro Brasil inteiro antes mesmo de expandir pro mercado internacional. Talvez façamos parte da minoria que ainda acredita no nosso país, mas ajudar o Brasil a crescer é o nosso grande propósito."

Networking é fundamental

Um ponto forte da empresa é o networking. Teobaldi  acredita que quem não se expõe, não se conecta. Nessa perspectiva, a empresa busca criar suporte para designers e arquitetos, atendendo às suas necessidades de diferentes formas.

Para os arquitetos, foram elaborados cerca de quinhentas alternativas de papéis de parede para projetos únicos. Já para os designers, o faturamento das vendas de suas artes é calculado de acordo com o metro quadrado vendido.

Este mercado de design de interiores tem mostrado um bom desenvolvimento. A crescente está baseada na necessidade existente do consumidor por espaços funcionais. Dados, da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo aponta que o segmento deve ter um crescimento de 32% em 2019.

Investimento em startups é tendência

A Criativando é apenas uma das muitas startups que tem recebido bons investimentos recentemente. E, comparando os 450 mil com os valores recebidos por outras empresas, o aporte se torna minúsculo.

Por exemplo, a Mais Retorno, startup gaúcha, recebeu um investimento de R$ 1 milhão. Já uma outra startup sulista, a Pipefy, conseguiu um aporte de 45 milhões de dólares.