Produtos importados da UE terão tarifas de importação reduzidas ou zeradas

Recentemente, em um acordo feito entre o Mercosul e a União Europeia (UE), muito consumidor brasileiro ficou feliz. Isso porque 91% de todos os produtos que os brasileiros importam terão suas tarifas zeradas.

ANÚNCIO

O prazo para essa mudança é gradual e vai acontecer ao longo de anos. E, vale lembrar, que o texto final ainda não está em vigor, sendo que falta a assinatura de países envolvidos.

Entre os produtos que mais tiveram alterações e que mais agradaram os brasileiros estão os automóveis, alimentos e bebidas. Além das peças de vestuário e dos remédios.

ANÚNCIO
Fonte: (Reprodução/Internet)

1 – Automóveis

Tanto os automóveis como as peças dos automóveis vão ficar mais baratos. Atualmente, o imposto de importação dos veículos é de 35%. Valor que é aplicado pelo Mercosul à toda União Europeia. Agora, com a mudança eles vão variar de 14% a 18%.

Especificamente no caso dos carros, o valor será metade: de 35% para 17,5%. Essa mudança é gradativa e deve terminar em 7 anos.

ANÚNCIO

“No longo prazo, o preço do automóvel deve cair para o consumidor final brasileiro. Mas, a queda vai depender da competição do mercado” afirma Carlos Braga, da Fundação Dom Cabral.

2 – Vestuário

Na lista dos vestuários entram as roupas e os calçados. Atualmente, a taxa também é de 35%. E, incrivelmente, o setor vai ter taxa zero nos próximos anos. Fernando Pimentel, que é da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), imagina que o preço deva ficar até 6%.

Contudo, o especialista também considera que isso só deve acontecer considerando inúmeras variáveis. Entre elas, Fernando menciona a qualidade do produto e também a economia.

3 – Remédios

Uma coisa importante é notar que os remédios estão no topo das importações da UE para o Mercosul. Somente em 2018, conforme o Ministério da Economia, foram R$ 14 bilhões de produtos importados.

Com o acordo, a expectativa para remédios e outros produtos químicos é de mudança nas alíquotas desses produtos importados, saindo de taxa de 18% para 0%.

4 Bebidas

As principais bebidas que serão beneficiadas serão os vinhos da Europa. O imposto atualmente é de 27%. Agora, também vai chegar à zero.

Tarifas
Foto: (reprodução/internet)

Além do vinho, os licores e destilados também terão alteração: de 35% para 0%. Aliás, o mesmo vale para os refrigerantes.

“Isso vai depender dos importadores. Principalmente dos resultados positivos das reformas brasileiras, como a da previdência e tributária” comentou Rico Azeredo, da Provino.

Leia também: Exportação de carne bovina tem crescimento de 20%.

5 – Alimentos

Anote aí a lista de alimentos que vão ter mudanças e reduções nos valores das importantes. Chocolates, Biscoitos, Chicletes e Balas. Atualmente, eles custam 20% de impostos e devem ser zerados nos próximos anos. O mesmo vale para produtos derivados do leite, como queijos que hoje têm taxas de 28%.