Suspeitos são presos em MT por aplicar golpes com cartões de crédito em idosos

Os dois homens suspeitos foram presos em flagrante em uma região metropolitana de Cuiabá, Mato Grosso, ao passo que a Polícia Civil fez a apreensão no último dia de maio.

ANÚNCIO

Os homens são suspeitos de fazerem parte de uma organização criminosa que está envolvida em golpes dados aos usuários de cartão de crédito. O detalhe é que o foco da quadrilha eram os idosos.

Até o momento, ninguém informou sobre a defesa dos presos e a polícia também não deu informações sobre o interrogatório e portanto, não há como saber se confessaram ou não os crimes.

ANÚNCIO
Fonte: (Reprodução/Internet)

Os golpes com cartão de crédito

Os dois golpistas que foram presos tinham feito ao menos 3 vítimas na Grande Cuiabá, conforme a Polícia. Das vítimas, uma teve um prejuízo de mais de R$ 25 mil e as outras não informaram o valor perdido.

Outra vítima, de 73 anos, registrou o primeiro boletim de ocorrência na região e a denúncia foi responsável pelo início das investigações policiais.

ANÚNCIO

Como contou a vítima, pessoas se passaram por funcionários de uma empresa de cartão de crédito. O contato por telefone falava sobre uma compra não realizada pelo titular do cartão.

Para realizar o cancelamento da compra indevida as vítimas enviaram os dados do cartão, inclusive senha, e nisso os golpistas passavam a ter todas as informações do cliente do cartão e aplicaram o golpe.

Polícia encontra criminosos em hotel

A Polícia conta que após ter as informações, viu que os golpistas falavam em “nova política da instituição financeira”. Essa expressão é o que dava credibilidade ao atendimento, só que nada garantia que o contato era oficial da operadora do cartão.

Os idosos entraram em contato para que a Polícia investigasse as operadoras e na investigação foram descobertos golpistas que atuavam com o atendimento.

No dia da apreensão, os policiais chegaram em um hotel onde estavam os suspeitos e no quarto foram encontradas máquinas de cartões de crédito e mais de R$ 4 mil, que para os policiais era produto dos estelionatos.

Investigação achou mais de 40 vítimas

O que os especialistas concordam também é que os suspeitos presos não atuam sozinhos. Eles são parte de um grupo de estelionatários que atuam em Cuiabá aplicando os golpes em idosos.

Após encontrar os suspeitos, a Polícia de Mato Grosso do Sul também identificou casos parecidas, com isso, no total foram contabilizadas mais de 40 vítimas.

Dicas para não cair em golpes com cartão de crédito

A dica dos especialistas em segurança é sempre a mesma: nunca passar dados bancários ou pessoais por telefone, só que no caso de ter dúvidas com o cartão, o melhor é o cliente mesmo ligar na operadora do cartão ou ir até uma agência do banco.

Raramente, as operadoras pedem esses dados, dizem os policiais. Algumas companhias como o Itaú, por exemplo, informam jamais solicitar dados dos clientes. Como o foco eram os idosos, a polícia considera que eles foram tidos como alvos fáceis.

Por isso, outra dica é sempre pedir auxílio de pessoas mais jovens que possam identificar mais facilmente os golpistas e as gravações feitas além de evitar colocar seus dados bancários ou de cartões em páginas não seguras.